Depois de seis meses, as universidades e faculdades públicas e particulares do Espírito Santo podem retomar as atividades presenciais a partir desta segunda-feira (14).... Aulas presenciais nas universidades capixabas são retomadas: liminar é cassada e escolas particulares do RJ podem reabrir

Depois de seis meses, as universidades e faculdades públicas e particulares do Espírito Santo podem retomar as atividades presenciais a partir desta segunda-feira (14).

Elas precisam obedecer os protocolos de saúde prescritos pelo governo do estado e, se preferirem, podem continuar apenas com o ensino remoto.

É o caso da principal universidade, a Federal do Espírito Santo (Ufes- na foto), que optou por aulas remotas até 15 de dezembro.

O Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) também não vai ter aulas presenciais até o final do ano.

Já duas das maiores instituições particulares de ensino superior, a Universidade Vila Velha (UVV) e a Faesa, reabrem hoje (14).

No Rio de Janeiro, as escolas privadas dos ensinos fundamental e médio também podem retomar as aulas presenciais nesta segunda-feira (14).

Neste domingo (13), a Justiça do Trabalho cassou liminar do sindicato dos professores da cidade do Rio, que proibia a volta às aulas não só na capital fluminense, mas em todo o estado.

A decisão foi do desembargador Carlos Henrique Chernicharo, do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT-RJ), a pedido do sindicato das empresas de Educação Básica, que também promoveu um protesto contra a proibição, com a participação de pais e alunos na praia de Copacabana.

Na sentença, Chernicharo afirmou que “não há como postergar o retorno das atividades laborais da categoria dos professores e afins até que se tenha por erradicado o risco, sob pena de causar dano irreparável aos alunos, pais e professores”, e que não é papel da Justiça do Trabalho interferir em decisões de ordem sanitária e de saúde.

Ele liberou os professores que pertencem a algum grupo de risco por causa da idade ou por ter alguma comorbidade, de ir pessoalmente à escola. Mas, as escolas devem fornecer opções de ensino remoto para esses professores e seus alunos.

Na cidade do Rio de Janeiro, uma decisão da justiça comum impede a volta às aulas na rede particular. A prefeitura recorreu contra a decisão no Supremo Tribunal Federal (STF).

As escolas particulares e públicas seguem fechadas na capital fluminense. Por outro lado, cinemas, teatros e anfiteatros estão liberados a partir de hoje (14).

Os espaços estavam fechados há seis meses.

A retomada é gradual, com a reabertura limitada a 50% da capacidade. Bebida e alimentos não poderão ser vendidos, uso de máscara é obrigatório assim como o distanciamento social e a oferta de álcool 70% em gel.

A proibição de venda de alimentos como pipoca e refrigerantes foi criticada pela Associação dos Exibidores de Cinema, que disse que fica inviável pagar os funcionários e arcar com todos os custos da exibição dos filmes.

Já a reabertura dos teatros ficará a cargo de cada diretor, afirmou a Associação de Produtores Teatrais.

No Distrito Federal, o governo liberou shows ao vivo em bares e restaurantes. A medida já entrou em vigor nesta segunda-feira (14).

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: Trying to access array offset on value of type null in /home/wp_vihbaf/democracia.tv/wp-content/themes/goliath/theme/theme-functions.php on line 1103

Notice: Trying to access array offset on value of type null in /home/wp_vihbaf/democracia.tv/wp-content/themes/goliath/theme/theme-functions.php on line 1103