O governo italiano pode decretar um novo lockdown nacional neste final de semana. É mais uma tentativa de conter o avanço da pandemia do... Austrália recebe os primeiros voos internacionais sem que os viajantes precisem passar por quarentena: Itália pode decretar lockdown nacional

O governo italiano pode decretar um novo lockdown nacional neste final de semana.

É mais uma tentativa de conter o avanço da pandemia do coronavírus no país, que já foi epicentro mundial da doença.

De acordo com a Universidade Johns Hopkins (EUA), a Itália registrou 8.803 casos em 24h, número recorde.

O país teve 381.602 casos e 36.372 mortes por Covid-19.

Esta semana, medidas mais rigorosas de quarentena foram impostas pelo governo do primeiro-ministro Giuseppe Conte.

Mas, alguns governadores e especialistas em saúde disseram que elas poderiam ser mais severas.

Um deles, o governador da Lombardia, região do norte da Itália, a mais atingida pela pandemia, declarou nesta sexta-feira (16) que vai fechar centros de jogos e salas de bingos e alterar o horário de funcionamento de bares e restaurantes.

Attilio Fontana também pediu às universidades que retomem o ensino à distância.

Hoje (16), o aeroporto Kingsford Smith, de Sydney, recebeu os três primeiro voos internacionais sem que os passageiros e tripulantes precisassem passar por quarentena antes de entrar em território australiano.

Aeroporto de Sydney (foto Beno Suckeveris)

Cerca de 350 passageiros vieram nos voos procedentes da Nova Zelândia e que foram previamente autorizados pelas autoridades australianas.

Foi a primeira vez em oito meses que não houve confinamento obrigatório dos viajantes.

Por isso, a chegada foi muito comemorada por amigos, familiares e funcionários do aeroporto.

O ministro do Turismo, Stuart Ayres, também esteve presente.

O país quer incentivar o turismo como uma das saídas para a crise econômica.

A pandemia provocou a primeira recessão em mais de 30 anos.

27.371 pessoas foram infectados pelo coronavírus e matou outras 904 na Austrália.

Nas últimas 24h foram registrados apenas 8 casos.

A média móvel dos últimos 7 dias é de 157, uma alta de 37,71% em comparação com 14 dias anteriores.

Os turistas e tripulantes que voltarem para a Nova Zelândia, não vão escapar de um confinamento obrigatório de 14 dias.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: Trying to access array offset on value of type null in /home/wp_vihbaf/democracia.tv/wp-content/themes/goliath/theme/theme-functions.php on line 1103

Notice: Trying to access array offset on value of type null in /home/wp_vihbaf/democracia.tv/wp-content/themes/goliath/theme/theme-functions.php on line 1103