A prefeitura de Belo Horizonte (MG) anunciou nesta sexta-feira, que não vai mais reabrir o comércio na próxima segunda-feira (29). Só será permitido o... BH recua e desiste de liberar o comércio

A prefeitura de Belo Horizonte (MG) anunciou nesta sexta-feira, que não vai mais reabrir o comércio na próxima segunda-feira (29). Só será permitido o funcionamento de serviços essenciais.

Nesta quinta-feira, a capital mineira teve recorde de mortes pelo coronavírus em 24h. Foram 14 óbitos. Já são 118 mortes registradas em Belo Horizonte. A taxa de ocupação de leitos de UTI beira aos 90%. O número de casos dobrou entre o começo do mês e hoje (26).

Diante deste quadro, o prefeito Alexandre Kalil (PSD-MG) decidiu não flexibilizar as regras de quarentena e vai sancionar a lei aprovada pela Câmara Municipal, que estabelece o uso obrigatório de máscara nos espaços públicos e estabelecimentos da cidade e impõe multa para quem não usá-la.

Kalil (foto) fez um apelo dramático à população para que cumpra o isolamento social. “A compreensão de que nós estamos em guerra é que faltou a muita gente. Eu nuncia vi fazer churrasco em prédio em guerra. Eu nunca vi correr em guerra”, afirmou o prefeito.

Ele também pediu para que as pessoas denunciem casos de descumprimento do isolamento pelo aplicativo da prefeitura ou procurando a Ouvidoria. “Não estamos de férias. Fiquem em casa. Se houver churrasco num condomínio, denuncie, chame a policia. Humildemente, peço à população de Belo Horizonte: vamos respeitar a Ciência”, completou Kalil.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.