O senhor que aparece rezando na Catedral de Brasília culpou governadores e prefeitos por não utilizarem os 6,86 milhões de testes RT-PCR para detecção... Bolsonaro culpa governadores e prefeitos pelo estoque de testes de Covid-19

O senhor que aparece rezando na Catedral de Brasília culpou governadores e prefeitos por não utilizarem os 6,86 milhões de testes RT-PCR para detecção de Covid-19 prestes a perder a validade.

Nesta segunda-feira (23), em uma rede social, em resposta a uma seguidora, o presidente Jair Bolsonaro
disse que “todo o material foi enviado para estados e municípios. Se algum estado/munícipio não utilizou deve apresentar seus motivos”.

O caso foi revelado na edição de domingo (22) do jornal O Estado de São Paulo.

Os testes armazenados em um galpão em Guarulhos (SP) tem validade até janeiro de 2021.

O estoque é mantido pelo ministério da Saúde, não pelos estados e municípios, e a descoberta acontece um mês depois da própria pasta informar que houve uma queda significativa na aplicação dos testes.

Em nota, o ministério se defendeu dizendo que nenhum teste perdeu validade e que aguarda estudos sobre a viabilidade de prorrogar o prazo de validade; e que os testes são distribuídos de acordo com a necessidade dos estados.

Também em nota, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) lembrou que alertou várias vezes o governo Bolsonaro sobre a falta de insumos para processar as amostras.

Uma comissão da Câmara vai se reunir nesta quarta-feira (25) para cobrar explicações do governo.

O teste RT-PCR é o de maior precisão para detecção da Covid-19.

Ele indica se o vírus está ativo no organismo.

É aquele exame em que o profissional de saúde usa uma haste para coletar amostras do nariz e da garganta.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.