Pela primeira vez em mais de um ano, os presidentes do Brasil, Jair Bolsonaro, e da Argentina, Alberto Fernández, se encontraram para uma reunião... Bolsonaro e Fernández fazem a primeira reunião direta desde outubro de 2019

Buenos Aires (foto Diana Suckeveris)

Pela primeira vez em mais de um ano, os presidentes do Brasil, Jair Bolsonaro, e da Argentina, Alberto Fernández, se encontraram para uma reunião bilateral que durou cerca de 40 minutos.

Foi nesta segunda-feira (30), em videoconferência para celebrar o Dia da Amizade Argentino-Brasileira.

A data foi criada há 25 anos.

Em 1995, os presidentes do Brasil, José Sarney, e da Argentina, Raúl Alfonsín, se encontraram em Foz do Iguaçu (PR).

Sarney também participou da reunião de hoje (30).

Bolsonaro começou a conversa com condolências pela morte do craque argentino Diego Maradona, ocorrida na quarta-feira passada (25), e é assunto mundial.

Com atraso de cinco dias, ele se solidarizou com o povo argentina e disse que Maradona foi “um grande atleta que marcou o esporte”, evitando falar sobre o ativismo político que ligava o ex-jogador à políticos de esquerda, como o cubano Fidel Castro, o venezuelano Hugo Chávez e o boliviano Evo Morales.

Em 2019, o presidente brasileiro apoiou o então presidente argentino, Mauricio Macri, que tentava a reeleição e foi derrotado por Fernández.

Em outubro do ano passado, tal como faz agora com o presidente eleito dos EUA, o democrata Joe Biden, ele declarou que não cumprimentaria o novo presidente, criticou o “retorno do kirchnerismo” à Casa Rosada, o que classificou de guinada “em direção à Venezuela”.

A falta de tato diplomático diante do maior parceiro comercial do Brasil na América Latina se estendeu a um dos filhos de Bolsonaro, o deputado federal Eduardo (PSL-SP).

Em setembro, ele criticou a longa quarentena decretada em março pelo presidente argentino, que chamou de “calamidade” e que o país vizinho havia sido “destruído por seu governo socialista em poucos meses”.

Nas últimas semanas, nos bastidores, houve uma reaproximação dos dois governos que culminou na primeira conversa direta entre Bolsonaro e Fernández.

Segundo o Planalto, um fator decisivo foi o crescente afastamento do presidente argentino da vice, a ex-presidente Cristina Kirchner, que divergem sobre as estratégias para recuperar a economia do país, que já estava sob recessão há mais de um ano e que vive uma situação agravada pela pandemia da Covid-19.

Na última sexta-feira (27), Fernández anunciou o abrandamento da mais longa quarentena do mundo para quase todo as regiões argentinas, com exceção de duas na Patagônia.

Na reunião de hoje, o líder argentino pediu para que as “diferenças do passado” sejam esquecidas e que “o futuro seja encarado com as ferramentas que funcionam bem para os dois países, potencializando todos os pontos de acordo”.

Ele se ofereceu para trabalhar junto com o Brasil na área ambiental, “um assunto que nos preocupa muito e que devemos fazer um acordo de preservação”.

Na área econômica, os temas foram o fornecimento de gás argentino e o Mercosul.

Fernández defendeu uma maior integração no bloco enquanto Bolsonaro é a favor da redução da Tarifa Externa Comum (TEC) e da ampliação de acordos comerciais com parceiros como a União Europeia.

O governo argentino é contra uma TEC mais baixa alegando que isto prejudicaria a indústria nacional.

A tarifa é um imposto de importação partilhado por Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai, e só pode ser alterado por decisão unânime dos quatro países.

Bolsonaro cobrou “mecanismos mais ágeis e menos burocráticos” para o Mercosul, que denominou “nosso pilar de integração”.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: Trying to access array offset on value of type null in /home/wp_vihbaf/democracia.tv/wp-content/themes/goliath/theme/theme-functions.php on line 1103

Notice: Trying to access array offset on value of type null in /home/wp_vihbaf/democracia.tv/wp-content/themes/goliath/theme/theme-functions.php on line 1103