O presidente Jair Bolsonaro anunciou na tarde desta terça-feira (30), a prorrogação do Auxílio Emergencial por mais dois meses. Numa cerimônia concorrida, com presença... Bolsonaro estende Auxílio Emergencial por mais dois meses

O presidente Jair Bolsonaro anunciou na tarde desta terça-feira (30), a prorrogação do Auxílio Emergencial por mais dois meses.

Numa cerimônia concorrida, com presença de ministros, do presidente do Senado, David Alcolumbre (DEM-AP), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), entre outros, Bolsonaro manteve o valor de cada parcela em R$ 600.

A manutenção é considerada uma vitória de Maia, que havia insistido nos R$ 600, e uma derrota do ministro da Economia, Paulo Guedes (foto), que também estava presente na solenidade.

Bolsonaro discursou sem máscara. No final, de máscara, recebeu os cumprimentos dos convidados que também portavam máscaras. Mas, não houve o devido distanciamento social, uma das regras da quarentena.

A equipe econômica calcula em R$ 50 bilhões os gastos mensais com o benefício.

Agora Guedes tentará convencer o presidente a dividir os R$ 1.200 das duas parcelas somadas em quatro vezes. Assim, primeiro pagamento, de R$ 600, será no início do julho. A segunda parcela, de R$ 100, está prevista para o final de julho.

Em agosto, serão depositadas duas parcelas de R$ 300. Uma, no começo do mês e a outra, no final.

O Auxílio Emergencial foi criado pelo Congresso e sancionado pelo presidente, em abril. Os beneficiados são desempregados, microempreendores, portadores do Bolsa Família e trabalhadores informais afetados pelo impacto econômico causado pela pandemia do coronavírus.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.