O O presidente Jair Bolsonaro declarou que “o governo dele foi o que melhor se saiu na pandemia” e voltou a criticar a imprensa.... Bolsonaro: “O nosso governo foi o que melhor se saiu na pandemia”

O

O presidente Jair Bolsonaro declarou que “o governo dele foi o que melhor se saiu na pandemia” e voltou a criticar a imprensa.

As declarações foram dadas nesta quinta-feira (10), em Porto Alegre, onde ele foi inaugurar o eixo principal da nova Ponte do Guaíba e depois iria libera os 27 quilômetros da duplicação da BR-116, em Barra do Ribeiro (RS).

“Me permite falar um pouco do governo, que ainda estamos vivendo o finalzinho de pandemia. O nosso governo, levando-se em conta outros países do mundo, foi aquele que melhor se saiu, ou um dos que melhores se saíram na pandemia. Devemos levar tranquilidade à população e não o caos. O que aconteceu no início da pandemia não leva à nada. Lamentamos as mortes profundamente e assim sendo, vamos vencendo obstáculos”.

Se estar entre os melhores no combate à pandemia é colocar o Brasil como segundo país do mundo com mais mortes e o terceiro com mais casos de coronavírus no mundo, além do fato de 22 das 27 unidades da Federação registrarem alta de mortes neste momento, o presidente tem razão em se vangloriar.

Mais uma vez, ele voltou a defender a hidroxicloroquina, remédio contra malária que não tem comprovação científica de eficácia no tratamento de pacientes de Covid-19.

“Não temos notícia dos nosso irmãos da África, abaixo do deserto do Saara, de grande quantidade de óbitos por Covid e todos esperavam justamente o contrário. A pessoa com alguma deficiência alimentar, pessoas mais pobres, fossem ser em boas e quantidade vitimadas. E não foi por quê? Eles tratam lá, muito, infelizmente, a malária”.

Apesar do uso de máscara sem obrigatório no Rio Grande do Sul desde maio, o presidente e os ministros Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Onyx Lorenzoni (Cidadania) e Ernesto Araújo (Relações Exteriores) não utilizaram o acessório na cerimônia em Porto Alegre.

Bolsonaro elogiou “os homens do campo por não pararem de trabalhar” e afirmou que “é menos ruim ter uma inflação do que o desabastecimento”.

“Nós evitamos um colapso da economia. Economia e Saúde têm que andar de mãos dadas. O campo não parou, tivemos um aumento anormal em alguns produtos, como óleo de soja, arroz. Melhor, ou menos ruim, ter inflação, do que um desabastecimento”.

Sobrou para a imprensa que, para o presidente, só vê defeito no seu governo e até citou uma passagem biblíca: “nós não devemos nos acovardar em momentos difíceis”, referindo-se à pandemia de coronavírus, e reafirmou que não há corrupção na administração federal.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.