O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar a imprensa e a minimizar a gravidade da pandemia do coronavírus. Foi em conversa com apoiadores em... Bolsonaro: “Vão ter que me aguentar até o fim de 22”

O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar a imprensa e a minimizar a gravidade da pandemia do coronavírus.

Foi em conversa com apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada nesta terça-feira (5).

Elogiado por um adepto que pediu para ele continuar “fazendo o que estava fazendo”, Bolsonaro respondeu no estilo Zagalo: “Vão ter que me aguentar até o final de 22, pode ter certeza”.

Sem citar nomes, o presidente criticou a imprensa por fazer “trabalho incessante de tentar desgastar” o governo, com objetivo de trazer de volta “alguém para atender os interesses da mídia”.

Apesar do Brasil ser o segundo país com mais mortes e o terceiro com mais casos de Covid-19 no mundo, Bolsonaro afirmou que a pandemia “é potencializada pela mídia” e que ela atrapalhou os planos econômicos do governo.

“Chefe, o Brasil está quebrado, não consigo fazer nada. Eu queria mexer na tabela do imposto de renda? (mas) teve nesse ano (2020) esse vírus potencializado pela mídia que nós temos”, disse Bolsonaro aos apoiadores.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *