O presidente Jair Bolsonaro voltou a testar positivo para coronavírus. Ele mesmo deu a notícia nesta quarta-feira (15), numa rede social. “Eu não recomendo... Bolsonaro volta a testar positivo para coronavírus, mas não respeita isolamento social

O presidente Jair Bolsonaro voltou a testar positivo para coronavírus. Ele mesmo deu a notícia nesta quarta-feira (15), numa rede social.

“Eu não recomendo nada. Eu recomendo que você procure seu médico e converse com ele. O meu, no caso, médico militar, foi recomendada a hidroxicloroquina e funcionou. Estou bem, graças a Deus. Ontem de manhã (14), fiz exame, à noite deu resultado que ainda estou positivo para o coronavírus. A gente espera que nos próximos dias eu faça um novo exame e, se Deus quiser, dê tudo certo para a gente voltar logo à atividade”.

Há uma semana, o presidente testou positivo e desde então, está despachando na residência oficial do Palácio da Alvorada. Conversa com os ministros por videoconferência.

Ele não tem seguido a recomendação médica de isolamento total, dada a qualquer paciente com Covid-19 em qualquer lugar do mundo. Aos 65 anos, Bolsonaro faz parte dos grupos de risco.

Antes de contrair o vírus, o presidente chegou a chamar de “gripezinha” e mostrou uma total falta de empatia com as vítimas da doença. Também desprezou as medidas dos dois primeiros ministros da Saúde, Luiz Henrique Mandetta e Nelson Tech, para combater a pandemia e negligenciou o uso da máscara.

Bolsonaro já foi visto com frequência em passeios pelo Alvorada ao lado de seguranças e até cumprimentou, com um aperto de mão, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno.

O ministro foi um dos 23 integrantes da comitiva do presidente, que voltaram dos Estados Unidos, infectados pela Covid-19. Após a viagem ocorrida em março, Bolsonaro se submeteu ao primeiro exame. Na ocasião, o resultado foi negativo, mas só foi divulgado às vésperas de uma ordem do Supremo Tribunal Federal.

Desta vez e na semana passada, ele fez questão de divulgar os resultados e mostrou que está tomando comprimidos de hidroxicloroquina. A eficácia do remédio no tratamento do coronavírus não tem nenhuma base científica.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.