No dia 2 de julho, o Corcovado serviu de homenagem aos 60 mil vidas perdidas por causa do coronavírus. Dois meses e seis dias... Brasil chora a morte de mais de 100 mil vítimas do coronavírus

No dia 2 de julho, o Corcovado serviu de homenagem aos 60 mil vidas perdidas por causa do coronavírus.

Dois meses e seis dias depois, neste sábado (8) o país alcançou a trágica mmarca de 100 mil mortes. Só fica atrás dos Estados Unidos.

Coincidentemente, dois países que demoraram a reagir diante da pandemia que se espalhava da China para a Europa, e que são governados por presidentes que ignoraram a urgência da decretação de medidas severas de quarentena.

Segundo o levantamento do consórcio de veículos de mídia, são exatas 100.240 vítimas fatais e 2.988.796 casos de Covid-19.

São mais mortes do que na Guerra do Paraguai, em meados do século XIX, e a Gripe Espanhola, no começo do século XX.

O primeiro caso no país é do dia 26 de fevereiro. A primeira morte, a de uma mulher de 57 anos, foi registrada em São Paulo no dia 17 de março. Esta semana, a cidade chegou a 10.000 óbitos.

A Covid-19 foi a causa de mortes em 3.692 (66,2%) do 5.570 municípios.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.