O Brasil perdeu quase 119 mil pessoas por causa da Covid-19. De acordo com o levantamento do consórcio de veículos de mídia publicado às... Brasil deve passar de 119 mil mortes por coronavírus em horas:  Doria diz que SP superou pior momento da pandemia

(foto Beno Suckeveris)

O Brasil perdeu quase 119 mil pessoas por causa da Covid-19.

De acordo com o levantamento do consórcio de veículos de mídia publicado às 13h desta sexta-feira (28), o país registrou 118.980 óbitos e 3.772.945 casos.

O governo do Pará autorizou a volta às aulas presenciais em quase todas as regiões do estado a partir da próxima terça-feira (1).
As exceções são o Baixo Amazonas, Xingu, Araguaia e Tapajós.

Segundo o decreto, caberá as prefeituras decidirem ou não a retomada das aulas presenciais nas cidades.

Elas deverão seguir protocolos de higiene e de distanciamento social.

O retorno será gradual. Na primeira semana para os ensinos infantil e fundamental, as escolas só poderão funcionar com 25% da capacidade. Na segunda, sobe para 50%. Na terceira, 75% e somente na quarta semana, será permitida a presença de 100% dos alunos.

Nos casos do ensinos médio e superior, a primeira semana já poderá contar com 50% da capacidade das salas de aula. Número que poderá chegar a 100% na quinta semana.

Depois de cinco meses fechadas por causa da pandemia, as 40 unidades do Sesc no estado de São Paulo voltarão a funcionar nesta segunda-feira (31), mas com limitações.

Sesc Paulista (foto Beno Suckeveris)


Somente o serviço odontológico e atividades físicas individuais para alunos já inscritos serão retomadas.

Comedorias, piscinas, vestiários e quadras esportivas continuarão fechados.

De acordo com o diretor do Sesc São Paulo, Danilo Miranda, a liberação de todos os espaços só deverá acontecer no ano que vem.

Em coletiva de imprensa, no Palácio dos Bandeirantes, o governador João Doria (PSDB-SP) afirmou hoje (28), que os dados do governo indicam a saída do chamado platô em direção à descida da curva da pandemia.

“Superamos o pior momento da pandemia em São Paulo. Esta é uma afirmação, não uma suposição. Os números desta semana indicam uma nova redução na média de casos e óbitos. E a perspectiva é de que estamos, de fato, iniciando a descida do platô”.

Segundo o governo paulista, houve uma redução de 19% no número de mortes (205) em relação há 14 dias (252).

Mesmo assim, o estado tem registrado mais de 200 mortes por dia nos últimos três meses.

Já a taxa de ocupação de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) caiu pela quarta semana consecutiva e chegou a 54,3%, a menor desde março.

Nenhuma região do estado subiu ou recuou de fase de restrição da quarentena. Hoje, 88% de São Paulo estão sob a fase amarela. A pandemia só estará controlada quando para a quinta e última fase, a azul. Por enquanto, a maior parte do estado está na terceira.

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB-SP), que também participou da coletiva, previu que a capital paulista avance para a segunda fase menos restritiva, a verde, no final de setembro e início de outubro.

Ele declarou que, dificilmente será realizada a tradicional corrida de São Silvestre no dia 31 de dezembro. Se o cancelamento for oficializado, será a primeira vez desde 1925 que São Paulo não receberá a prova.

Na mesma coletiva, o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, anunciou que a instituição poderá fornecer 45 milhões de doses da Coronavac ao Sistema Único de Saúde (SUS) até dezembro.

A vacina contra o Coronavírus é desenvolvida em parceria com o laboratório chinês Sinovac e foi aprovada pelo governo chinês para imunização emergencial de grupos de risco, como profissionais da saúde.

Pela primeira vez em 119 anos, o Butantan vai exportar vacinas.

Serão 550 mil doses da vacina contra gripe, sendo 300 mil para a Mongólia e os restantes 230 mil para às Filipinas.

O pedido foi feito pela Organização Mundial da Saúde ao governo paulista.

“Isso coloca o Butantan no mercado internacional de vacina, com o seu principal produto, que é a vacina da gripe Isso consolida o Butantan como o maior produtor de vacinas do Brasil, o maior produtor de vacinas da gripe do Hemisfério Sul e, futuramente, quem sabe, um dos maiores produtores da vacina do Coronavac”, comemorou o diretor da centenária instituição.

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: Trying to access array offset on value of type null in /home/wp_vihbaf/democracia.tv/wp-content/themes/goliath/theme/theme-functions.php on line 1103

Notice: Trying to access array offset on value of type null in /home/wp_vihbaf/democracia.tv/wp-content/themes/goliath/theme/theme-functions.php on line 1103