O Brasil passou de 5 milhões e 700 mil casos de Covid-19. Um deles é o do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal... Brasil passa de 5,7 milhões de casos de Covid-19: Anvisa pode liberar hoje testes da Coronavac

O Brasil passou de 5 milhões e 700 mil casos de Covid-19.

Um deles é o do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Ele está assintomático e vai cumprir quarentena em casa, em São Paulo, onde vai continuar trabalhando.

Outros ministros do STF, o presidente Luiz Fux, Dias Toffoli e Cármen Lúcia, também já testaram positivo para Covid-19.

Ontem (10), o STF pediu explicações à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre a suspensão dos testes da vacina Coronavac.

A paralisação foi anunciada há dois dias, depois que a Anvisa soube de um caso de um voluntário com “efeito adverso grave”.

O presidente Jair Bolsonaro chegou a comemorar a notícia como se fosse uma vitória sobre o governador João Doria (PSDB-SP).

Na verdade, um participante se suicidou em São Paulo e o fato não tem relação com os testes que são coordenados pelo Instituto Butantan, que criticou a suspensão.

Um comitê internacional independente recomendou a continuidade dos exames clínicos, o que pode ser autorizado pela Anvisa nesta quarta-feira (11).

Até às 8h de hoje (11), o Brasil tinha 162.845 mortes e 5.722.878 casos de coronavírus.

São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais continuavam com problemas para atualização de dados enviados ao ministério da Saúde.

Mesmo sofrendo um apagão elétrico desde semana passada, o Amapá voltou a enviar informações ao ministério da Saúde.

Nas últimas 24h foram registrados 204 óbitos e 25.517 casos.

A média móvel de mortes (328) de 7 dias é 24% menor do que a de 14 dias anteriores.

A média móvel de casos (19.165) ficou 21% abaixo da registrada há 2 semanas atrás.

Até a noite desta terça-feira (10), a curva da pandemia estava em alta nos estados do Paraná, Amapá, Pernambuco, Santa Catarina e Rio Grande do Norte, onde a situação já é de calamidade pública.

Os números de mortes estavam estáveis no Distrito Federal e nos estados do Acre, Pará, Rondônia, Maranhão, Bahia e Espírito Santo.

Eles estavam em queda em 12 estados: Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, Roraima, Amazonas, Tocantins, Alagoas, Ceará, Paraíba, Piauí e Sergipe.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.