O Brasil deve atingir a triste marca de 158 mil mortes por Covid-19 nesta quarta-feira (28). De acordo com o levantamento do consórcio de... Brasil se aproxima de 158 mil mortes por Covid-19: média móvel é a mais baixa desde 6/5

Manaus


O Brasil deve atingir a triste marca de 158 mil mortes por Covid-19 nesta quarta-feira (28).

De acordo com o levantamento do consórcio de veículos de mídia divulgado às 8h, o país chegou a 157.988 óbitos e 5.441.210 casos.

Nas últimas 24h, foram registradas 530 mortes e 29.353 novos infectados.

A média móvel (442) de mortes de 7 dias é a menor desde o dia 6 de maio e 11% abaixo da variação de 14 dias.

A média móvel (23.727) de casos de 7 dias subiu 19% em comparação com a média de 2 semanas atrás.

A alta de 19% é a primeira desde o dia 4 de agosto.

Até a noite desta terça-feira (27), a curva de mortes estava em alta nos estados do Ceará, Pernambuco, Amapá e Amazonas.

Os números estavam estáveis em 12 estados: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Goiás, Acre, Pará, Maranhão, Sergipe e Tocantins.

Eles estavam em baixa no Distrito Federal e em 10 estados: São Paulo, Piauí, Paraíba, Bahia, Alagoas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Norte, Roraima e Rondônia.

O aumento de casos e mortes no Amazonas e no Amapá obrigou os governos locais a recuarem nas medidas de flexibilização de quarentena.

O Amazonas prorrogou por mais 30 dias o decreto que proíbe a abertura de bares, restaurantes e flutuantes, além do acesso às praias.

A ocupação de leitos de UTI no principal hospital de Manaus beira a 100%.

O Amapá limitou o horário de funcionamento de supermercados e outros serviços essenciais.

O governo estadual também decretou toque de recolher a partir das 21h.

Campanhas eleitorais nas ruas foram vedadas por sete dias.

Entre os dias 19 e 26 de outubro, o número de internações por Covid-19 disparou 74%.

“Vamos suspender atividades consideradas por nós, nossos técnicos e a população, como gerando muita aglomeração: balneários, boates, casas de shows, casa noturnas. Mantemos as atividades dos restaurantes, mas só diminuímos os horários, até 0h, puxamos para 22h. Supermercados, miniboxes, voltam para 21h”, explicou o prefeito de Macapá, Clécio Luís (sem partido).

Equipe TV Democracia
Últimos posts por Equipe TV Democracia (exibir todos)

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: Trying to access array offset on value of type null in /home/wp_vihbaf/democracia.tv/wp-content/themes/goliath/theme/theme-functions.php on line 1103

Notice: Trying to access array offset on value of type null in /home/wp_vihbaf/democracia.tv/wp-content/themes/goliath/theme/theme-functions.php on line 1103