A vacina produzida pela universidade britânica de Oxford e pela multinacional AstraZeneca já está sendo aplicada em voluntários brasileiros. A informação foi confirmada hoje... Brasileiros já testam vacina contra o coronavírus

A vacina produzida pela universidade britânica de Oxford e pela multinacional AstraZeneca já está sendo aplicada em voluntários brasileiros. A informação foi confirmada hoje pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e pela Fundação Lemann.

A vacina é uma das 13 que já estão na fase de testes em humanos no mundo. A Organização Mundial da Saúde (OMS) já tem cadastradas 141 vacinas em vários estágios.

Os testes da vacina da Oxford começaram na última sexta-feira (19), com a triagem dos testes sorológicos nos voluntários que são feitos pelo laboratório Fleury. Hoje e amanhã, o Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIE) da Unifesp vão aplicar as vacinas. Na etapa de São Paulo, serão 1.000 pessoas, todas profissionais da Saúde.

Pelo menos 4.500 voluntários vão participar dos testes. Além de São Paulo, mais 1.500 no Rio de Janeiro e outros 1.500 no Nordeste, possivelmente em Salvador (BA) serão testados.

A pesquisa comandada pelos cientistas de Oxford vai testar 50 mil pessoas em todo o mundo. Só nos EUA serão 30 mil. África e Ásia também vão receber a vacina.

Os voluntários precisam ter entre 18 e 55 anos, trabalhar na linha de frente do combate ao coronavírus e serem soronegativos (não terem contraído a doença anteriormente).

Os resultados devem ficar prontos até setembro. Se a OMS aprovar, a produção da vacina pode começar em outubro.

A participação de voluntários brasileiros nos testes não é garantia de que o Brasil será um dos primeiros países a receber a vacina. O governo precisa assina um acordo com Oxford para ter prioridade de compra do produto. Hoje à tarde, o ministro interino da saúde, o general Eduardo Pazuello, declarou à comissão mista do Congresso, que a assinatura do acordo deve acontecer até o final da semana.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.