Brasil, México, Coreia do Norte e Rússia ainda não parabenizaram o presidente eleito dos EUA, Joe Biden. A China saiu deste grupo nesta sexta-feira... China reconhece a vitória de Biden: Brasil, Rússia, Coreia do Norte, México e Trump ainda não

Brasil, México, Coreia do Norte e Rússia ainda não parabenizaram o presidente eleito dos EUA, Joe Biden.

A China saiu deste grupo nesta sexta-feira (13).

“Respeitamos a escolha do povo americano. Enviamos nossas felicitações a Biden e a (Kamala) Harris”, declarou o porta-voz da chancelaria chinesa, Wang Wenbin.

Uma semana depois de Biden conquistar a maioria dos delegados do colégio eleitoral, o candidato derrotado, o atual presidente Donald Trump não reconhece a vitória do adversário democrata.

Ele não liberou acesso das informações do serviço de inteligência para Biden e já foi aconselhado por vários políticos do partido Republicano para admitir a derrota.

Ontem (12), o Departamento de Segurança Interna afirmou que a eleição do dia 3 de novembro foi a mais confiável da história dos EUA e que não há provas de votos apagados, perdidos ou fraudados que comprometa o processo eleitoral.

Hoje (13), Trump demitiu dois funcionários do Departamento, Valerie Boyd, chefe de assuntos internacionais, e Bryan Ware, assessor sênior de segurança cibernética e infraestrutura.

Hoje (13), a pedido de Trump, começa a recontagem manual dos votos da Geórgia, um dos estados que decidiu a favor de Biden.

O presidente eleito conversou com o Papa Francisco por telefone.

Biden, que é católico, disse que quer que os dois trabalhem juntos em causas humanitárias e no enfrentamento da crise climática.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.