(Veja a cena) O bolsonarista dono do site Terça Livre foi alvo de mandado de busca e apreensão, feito no inquérito que apura a... Com a PF em sua casa novamente, Allan dos Santos lamenta falta de apoio da imprensa

(Veja a cena) O bolsonarista dono do site Terça Livre foi alvo de mandado de busca e apreensão, feito no inquérito que apura a organização e financiamento de atos antidemocráticos

Por Rafael Bruza

O blogueiro bolsonarista, Allan dos Santos, que foi alvo de um novo mandado de busca e apreensão cumprido pela Polícia Federal nesta terça-feira (16), lamentou a falta de apoio da imprensa à sua situação, ao conversar com jornalistas na porta de sua mansão no Lago Sul, em Brasília, instantes depois de um carro da PF deixar o local.

“O Noblat (jornalista que pode ser investigado por publicar uma charge crítica ao Governo Bolsonaro) ontem recebeu apoio de toda a imprensa, dizendo que era uma agressão ao jornalismo. Aqui levaram meu computador, me impediram de trabalhar e ninguém fala nada”, desabafa o bolsonarista.

A Polícia Federal foi às ruas de cinco estados e do Distrito Federal nesta terça-feira (16) para cumprir mandados de busca e apreensão. A ação é um desdobramento do inquérito que apura a organização e financiamento de atos antidemocráticos. As medidas foram autorizadas pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Ao todo, são cumpridos 21 mandados no Distrito Federal e nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Maranhão e Santa Catarina.

Allan já havia sido alvo da Polícia Federal no âmbito do inquérito do STF que apura publicação de notícias fraudulentas e ameaças ao ministros da Corte.

O blogueiro comanda o site Terça Livre, que apoia o presidente Jair Bolsonaro e costuma espalhar fake news contra adversários do presidente. Em 2019, por exemplo, o blogueiro publicou notícia dizendo que o jornalista Glenn Greenwald, do site The Intercept Brasil – que publicava reportagens de mensagens privadas da Operação Lava Jato, na época – havia sido internado em uma clínica por uso excessivo de cocaína. A informação não foi confirmada por nenhum hospital citado por Allan dos Santos na notícia, mas a publicação segue no ar até hoje, sem atualizações.

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.