O mundo perdeu 673.822 vidas e registrou 17.321.394 casos de coronavírus. Os números da Universidade Johns Hopkins (EUA) foram divulgados Às 11h20 desta sexta-feira... Coronavírus: México deve passar o Reino Unido em 3º país com mais mortes no mundo

Cidade do México

O mundo perdeu 673.822 vidas e registrou 17.321.394 casos de coronavírus.

Os números da Universidade Johns Hopkins (EUA) foram divulgados Às 11h20 desta sexta-feira (31).

A Índia (35.743) superou a Itália (35.132) em número de mortes e já é o quinto país neste ranking macabro. Os EUA lideram com 152.075 óbitos, seguidos pelo Brasil, Reino Unido (46.084), que tem apenas 84 mortes a mais do que o México (foto)

A Índia (foto) também é o terceiro país em número de casos (1.638.321). Só fica atrás dos EUA (4.495.224), Brasil e está na frente da Rússia (836.461) e da África do Sul (482.169).

O Vietnam registrou hoje (31), a primeira morte de coronavírus no país. A vítima é um homem de 70 anos que testou positivo no início da semana.

O Vietnam, vizinho da China, primeiro epicentro mundial da Covid-19, foi um dos países que entraram mais cedo em quarentena e a doença parecia sob controle até o final de semana passado.

Só que mais de 100 casos foram notificados no balneário de Da Nang, que atraí muitos turistas. Com isso, o número de casos subiu para 509.

O Japão comprou 120 milhões de doses da vacina desenvolvida pelo laboratório americano Pfizer e pela empresa alemã de biotecnologia BioNTech. Os fabricantes esperam que ela seja aprovada em outubro. A produção deverá ser entregue no primeiro semestre de 2021.

No Japão, foram registrados 36.114 casos e 1008 mortes.

Hoje (31), foi divulgado um estudo de pesquisadores da Universidade de Harvard (EUA) que mostrou que, pequenas partículas suspensas no ar foram responsáveis na transmissão de coronavírus em um navio de cruzeiro, no Japão.

“Essas descobertas ressaltam a importância de medidas de saúde pública direcionadas ao controle de inalação de aerossóis, além de medidas em andamento que visam evitar a contaminação por gotículas”, diz o artigo.

Depois de muita relutância, a Organização Mundial da Saúde (OMS) reconheceu que o coronavírus pode ser transmitido por partículas suspensas no ar.

Mais de 700 pessoas que estavam no navio Diamond Princess foram infectadas no início do ano. A pesquisa apontou que a transmissão por ar foi causa de 59% dos contágios e apenas 41% das contaminações teriam sido feitas pelo contato com gotículas de saliva.
O governo japonês admitiu que errou ao liberar 22 passageiros do cruzeiro, sem que eles tivessem feito exames. O Diamond Princess foi apontado como um dos principais fotos da pandemia no Japão, em fevereiro, quando poucos países confirmavam casos de Covid-19.

O cruzeiro levava mais de 3,7 mil passageiros e tripulantes e chegou a cumprir quase um mês de quarentena em um porto japonês

O estudo de Harvard ainda aguarda revisão por cientistas independentes para ser publicado oficialmente.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.