O professor Carlos Alberto Decotelli entregou a carta de demissão ao presidente Jair Bolsonaro, na tarde desta terça-feira, em Brasília. A informação é do... Decotelli entregou carta de demissão ao presidente Bolsonaro

O professor Carlos Alberto Decotelli entregou a carta de demissão ao presidente Jair Bolsonaro, na tarde desta terça-feira, em Brasília. A informação é do colunista Valdo Cruz, da GloboNews.

Na quinta-feira (2), Decotelli iria completar uma semana como ministro da Educação. A cerimônia de posse, mardcada para hoje à tarde, havia sido cancelada nesta segunda-feira (29).

Carlos Alberto Decotelli, 67 anos, seria o primeiro negro do ministério de Bolsonaro, e terceiro ministro da Educação do governo. Mas, não resistiu às inconsistências encontradas no currículo apresentado à imprensa e governo.

Foram encontrados plágios de teses de mestrado de outros autores, que não foram citados conforme a norma acadêmica. As universidades de Rosário, na Argentina, e de Wuppertal, desmentiram o agora ex-ministro, que precisou retirar do currículo, as referências de um doutorado e de pós-doutorado que não chegou a completar nas duas instituições.

Como se não bastasse, a Fundação Getúlio Vargas negou que Decotelli tenha trabalho na entidade como professor efetivo.

Ontem, ele declarou que os plágios encontrados nos trabalhos dele foram “distrações”. Mas, foi questionado pelo presidente Bolsonaro.

Segundo Valdo Cruz, o anúncio da saída dele e a nomeação de um novo ministro são esperados para esta terça-feira.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.