(Assista) Seguranças da Presidência pediram aos manifestantes a retirada de faixas contra o Congresso e o STF; presidente chamou ato de “manifestação pura da... Em manifestação com aglomerações, Bolsonaro fala em resgatar valores e evita atacar poderes

(Assista) Seguranças da Presidência pediram aos manifestantes a retirada de faixas contra o Congresso e o STF; presidente chamou ato de “manifestação pura da democracia” e comemorou a ausência de cartazes contra o Congresso e o STF

Da Folha de SP

Ao voltar a participar neste domingo (17) de um ato com aglomeração em meio ao coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que o governo federal “tem dado todo o apoio” para atender doentes da Covid-19 e que o país sairá mais forte após essa pandemia.​

Antes da chegada de Bolsonaro ao protesto, seguranças da Presidência pediram aos manifestantes a retirada de faixas contra o Congresso e o STF (Supremo Tribunal Federal). Uma delas chamava os dois órgãos de “sabotadores” e pedia uma nova Constituição.

“Manifestação pura da democracia. Estou muito honrado com isso. O governo federal tem dado todo o apoio para atender as pessoas que contraíram o vírus e esperamos brevemente ficar livre dessa questão, para o bem de todos nós. O Brasil, tenho certeza, certeza, voltará mais forte”, declarou Bolsonaro.

Num aceno ao Congresso, alvo de ataques em atos anteriores, Bolsonaro falou em proporcionar “dias melhores para a nossa população, em especial pelos poderes Legislativo e Executivo”.

Ele não citou, contudo, o Judiciário, que tem barrado algumas de suas medidas. O STF (Supremo Tribunal Federal) impediu a nomeação de Alexandre Ramagem, chefe da Agência Brasileira de Inteligência, para a direção-geral da Polícia Federal —Ramagem é próximo à família Bolsonaro.

Outro ponto de atrito com a corte é o inquérito que visa apurar se Bolsonaro tentou interferir indevidamente na PF. Ele foi autorizado pelo ministro Celso de Mello, após o ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, romper com o governo fazendo acusações de ingerência na corporação.

 

Fabio Pannunzio

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.