Mais de 13,3 milhões de alunos de todos os níveis de ensino público e particular do estado de São Paulo vão retomar as aulas...

Mais de 13,3 milhões de alunos de todos os níveis de ensino público e particular do estado de São Paulo vão retomar as aulas presenciais a partir do dia 8 de setembro. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (24), pelo governador João Doria (PSDB-SP). Tudo vai depender da evolução da pandemia no estado.

As escolas vão ter que seguir os protocolos sanitários, com uso de máscara, de álcool em gel e distanciamento social. O plano de retorno será gradual e em três etapas. Só na última etapa, 100% dos alunos poderão ter aulas presenciais. Até lá haverá um rodízio com parte estudando nas escolas e outra, em casa. O ano letivo poderá ser estendido até janeiro.

O secretário estadual da Educação, Rossieli Soares, que se recupera do coronavírus e que falou por teleconferência da coletiva de imprensa realizada no Palácio dos Bandeirantes, ressalvou que, “este protocolo não é só para a rede estadual e, sim, para o sistema educacional desde a educação infantil até o ensino superior, incluindo o que a gente chama de educação complementar, que são cursos livres como os de inglês, que são propostos por inúmeras instituições”.

Na primeira etapa, as escolas farão um revezamento de alunos. A maioria, 65%, vai continuar estudando em casa. Os outros 35% poderão frequentar presencialmente as aulas. Haverá um rodízio dos dois grupos.

Na segunda fase, o percentual de estudantes presentes nas escolas subirá para 70%. A capacidade total só será liberada quando o coronavírus estiver plenamente controlado no estado.

A partir de hoje, as paróquias da capital paulistana reabrem para os fiéis. Elas deverão seguir as regras de distanciamento social e o uso de máscara será obrigatório.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.