A reunião de cúpula da Organização Mundial da Saúde (OMS) começou nesta segunda-feira (5), em Genebra, na Suíça. Segundo o correspondente da TV DEMOCRACIA,... Europeus, americanos e chilenos vão apresentar propostas de reforma da OMS nesta semana

A reunião de cúpula da Organização Mundial da Saúde (OMS) começou nesta segunda-feira (5), em Genebra, na Suíça.

Segundo o correspondente da TV DEMOCRACIA, Jamil Chade, há três propostas para aumentar os poderes da OMS sobre governos e emergências globais.

A assembleia foi aberta pelo diretor-geral da agência, o etíope Tedros Adhanom Ghebreyesus.

Ele defendeu a atuação da entidade diante da pandemia e que agiu dentro do mandato que lhe foi concedido.

“Há dez meses, o vírus era totalmente desconhecido. Desde então, publicamos mais de 400 guias e recomendações”.

Ele também citou que a OMS enviou especialistas para mais de 130 países e luvas e materiais de proteção foram enviados para mais de 177 países. Mas, segundo Chade, durante a semana, ele vai cobrar mais recursos e a necessidade de um mandato mais forte.

Três propostas de reforma da agência deverão ser apresentadas. Uma delas, é a dos EUA, que já anunciou a saída no ano que vem, mas têm atuado nas negociações sobre o futuro da OMS.

A segunda está sendo elaborada em conjunto por França e Alemanha, que querem ocupar o espaço deixado pelo governo Trump.

A terceira vem do Chile.

Há um ponto em comum: a OMS terá de ter mais poderes para avaliar se um país está respondendo a uma crise de forma adequada e se está sendo transparente o suficiente sobre um eventual surto que tenha sido identificado dentro de suas fronteiras.

Uma referência à China, por exemplo, que se nega a autorizar a entrada de um grupo de especialistas da OMS desde fevereiro.

A entidade tentou agir com diplomacia, o que incluiu elogios ao governo de Pequim e evitou declarar a doença como “vírus chinês”, como faz o presidente americano.

A postura da OMS provocou críticas de Trump. Ele acusou a agência de “fraca”, de abafar a crise sanitária e de ter demorado para declarar o estado de emergência global.

Tedros negou. Ele mostrou documentos que provam que esta situação foi anunciada no dia 30 de janeiro, quando menos de 100 casos tinham sido registrados fora do território chinês.

Para evitar a repetição de uma resposta lenta a uma futura pandemia, as três propostas são unânimes na necessidade de ter acesso mais rápido aos focos do vírus.

A proposta chilena sugere a criação de um comitê para avaliar se o governo envolvido cria obstáculos ou facilitar o acesso ao local do surto.

Já França e Alemanha querem que a OMS tenha maiores poderes para realizar investigações “imediatas”.

Os EUA pressionaram a China para liberar a visita dos especialistas da agência.

Os países querem uma mudança no atual modelo de declaração de pandemia.

Hoje, ela prevê somente dois cenários: ou é emergência ou não.

Em 2019, Tedros, apoiado por governos africanos, propôs o “semáforo”, uma espécie de graduação de níveis que poderia evitar uma declaração global de emergência que, em algumas regiões não seria necessária.

Outro problema é a falta de recursos, o que já foi constatado em auditorias internas da OMS.

O diretor-geral declarou que dispõe de menos recursos do que um hospital de porte médio nos EUA.

Europeus e chilenos não têm dúvidas de que a OMS carece de dinheiro.

Já os americanos não fazem nenhuma referência ao assunto.

A reforma da nova OMS também passa pelo entrave político.

Os europeus não aceitam a liderança de Washington, quando o governo Trump corta os investimentos e desrespeita a direção da agência.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: Trying to access array offset on value of type null in /home/wp_vihbaf/democracia.tv/wp-content/themes/goliath/theme/theme-functions.php on line 1103

Notice: Trying to access array offset on value of type null in /home/wp_vihbaf/democracia.tv/wp-content/themes/goliath/theme/theme-functions.php on line 1103