Ex- O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) indiciou hoje (29), o ex-presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, e mais nove pessoas... Ex-presidente do Flamengo é indiciado por homicídio culposo

Ex-

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) indiciou hoje (29), o ex-presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, e mais nove pessoas por 10 homicídios culposos (sem intenção de matar) e três lesões corporais culposas (sem intenção de ferir) pelo incêndio no Ninho do Urubu, o alojamento de jogadores do clube, na zona oeste do Rio de Janeiro.

O incêndio aconteceu na madrugada do dia 8 de fevereiro de 2019. Os jogadores da base do Flamengo dormiam num contêiner improvisado como alojamento. Houve um curto circuito no ar condicionado e o fogo logo se espalhou. Dez jovens morreram e outros três ficaram feridos.

A prefeitura do Rio de Janeiro informou na época, que o local não poderia ser usado como alojamento e que já havia multado o clube várias vezes. Em nenhuma delas, houve interdição.

Até hoje a maioria das famílias não foi indenizada pelo Flamengo. Segundo o MPRJ, a protelação tem levado as famílias ao desespero, “numa nítida tentativa de não sofrer qualquer prejuízo econômico decorrente do grave fato causado pelo próprio”.

Nenhum dos indiciados foi encontrado para falar do indiciamento.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *