O ex-secretário de Transportes do Rio de Janeiro, o ex-deputado federal Júlio Lopes (PP-RJ), é um dos alvos da Operação Fim do Túnel deflagrada... Ex-secretário de Sérgio Cabral é alvo de fase da Lava Jato no RJ

O ex-secretário de Transportes do Rio de Janeiro, o ex-deputado federal Júlio Lopes (PP-RJ), é um dos alvos da Operação Fim do Túnel deflagrada pela Polícia Federal (PF) nesta segunda-feira (7).

Os agentes federais e da Delegacia contra a Corrupção e Crimes Financeiros cumprem quatro mandados de busca e apreensão no Rio.

A ação é um desdobramento de outras três Operações da Lava Jato: Tollypeutes, Fatura Exposta e Ponto Final.

Júlio Lopes, que foi secretário de Transportes na gestão do ex-governador Sérgio Cabral Filho, é suspeito de envolvimento no esquema de pagamento de propina ao governo estadual pela construtora Odebrecht, responsável pelas obras da linha 4 do metrô do Rio, e por empresas dos ramos da Saúde e rodoviário.

Ele já foi denunciado por corrupção pela Procuradoria-Geral da República (PGR) baseado em provas robustas de que Lopes recebeu propina quando foi secretário, entre 2010 e 2014, e quando era deputado federal, entre 2016 e 2017.

Em nota, a defesa do político se manifestou surpresa com a Operação, que entendeu como “desnecessária e abusiva”.

“Ao longo de quatro anos de investigações, Júlio Lopes sempre se colocou à disposição das autoridades para explicar qualquer fato. Júlio Lopes não praticou nenhum crime ao longo de sua gestão na Secretaria de Transportes e, não por outra razão, as afirmações caluniosas de delatores nunca foram levadas a sério. A esdrúxula medida, que versa sobre fatos requentados, sequer poderia ter sido decretada pelo juízo da Sétima Vara Federal do Rio de Janeiro, por ofender a competência da Justiça Eleitoral, conforme decisão do Supremo Tribunal Federal”, diz a nota.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.