Fro A Justiça de São Paulo condenou o deputado federal, Alexandre Frota (PSDB-SP), a indenizar o ex-presidente do PT de Ubatuba (SP), o bancário... Frota é condenado por fake news na eleição de 2018

Fro

A Justiça de São Paulo condenou o deputado federal, Alexandre Frota (PSDB-SP), a indenizar o ex-presidente do PT de Ubatuba (SP), o bancário Gerson Florindo de Souza, por fake news.

Durante as eleições de 2018, Frota gravou um vídeo postado nas redes sociais, afirmando que o petista se disfarçou de eleitor do então candidato à presidência, Jair Bolsonaro, e entrou numa igreja de Brasília. Lá atacou e xingou o adversário de Bolsonaro, Fernando Haddad (PT-SP).

Na ocasião, Frota era aliado de Bolsonaro. No vídeo “A Maracutaia do PT e de Haddad não funcionou (sic)”, o ex-ator acusava Gerson de se disfarçar para tentar culpar os seguidores de Jair Bolsonaro “por esse papelão”.

O bancário processou o hoje deputado federal. Ele provou que não estava em Brasília no dia da gravação do vídeo. “É seguro que ele não possuiu o dom da ubiquidade”, ironizou a juíza Jane Franco Martins, da 40ª Vara Cível de São Paulo. Ela condenou Frota a pagar uma indenização de R$ 50 mil a Florindo de Souza e a publicar uma retratação nas redes sociais.

O deputado federal, que não se defendeu durante o processo, pode recorrer da sentença. A ironia da história é que, na CPI das Fake News, ele acusou o presidente Bolsonaro de proteger e financiar “terroristas virtuais”.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.