O fundador e ex-principal acionista da rede varejista Ricardo Eletro, Ricardo Nunes e a filha Laura foram presos nesta manhã de quarta-feira (8). O...

O fundador e ex-principal acionista da rede varejista Ricardo Eletro, Ricardo Nunes e a filha Laura foram presos nesta manhã de quarta-feira (8). O irmão dele, Rodrigo, é alvo de busca e apreensão e o diretor-superintendente da empresa está foragido.

A Operação Direto com o Dono deflagrada pela força-tarefa do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), da Polícia Civil e da Receita do estado de Minas Gerais cumpre três mandados de prisão e 14 mandados de busca e apreensão em São Paulo e Minas Gerais.

As investigações apuraram sonegação fiscal de R$ 400 milhões em mais de cinco anos e lavagem de dinheiro. A rede varejista cobrava dos consumidores, o valor correspondente aos impostos embutido no preço dos produtos, mas não repassava o ICMS para a Fazenda de MG.

A Ricardo Eletro se encontra em situação de recuperação extrajudicial e não tem condições de pagar as dívidas. Por isso, a Operação também decretou o sequestro de bens imóveis de Ricardo Nunes. Eles são avaliados em cerca de R$ 60 milhões e vão servir para ressarcir parte das dívidas.

Os bens imóveis estão registrados nos nomes das filhas, da mãe e de um irmão. O patrimônio individual do empresário ocorreu na mesma época em que foram praticados os crimes tributários, o que caracteriza lavagem de dinheiro.

Ricardo Nunes foi preso em São Paulo. A filha Laura, na região metropolitana de Belo Horizonte. O diretor-superintendente da Ricardo Eletro, Daniel Magalhães, não foi encontrado em Santo André (SP) e é considerado foragido da Justiça.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.