O governo do presidente Jair Bolsonaro cancelou a cerimônia de posse de Carlos Alberto Decotelli como ministro da Educação. A posse aconteceria nesta terça-feira... Governo adia posse do novo ministro da Educação

O governo do presidente Jair Bolsonaro cancelou a cerimônia de posse de Carlos Alberto Decotelli como ministro da Educação. A posse aconteceria nesta terça-feira (30), em Brasília.

Decotelli, o primeiro negro nomeado para o primeiro escalão do governo federal, e terceiro ministro da Educação na gestão Bolsonaro, apresentou um currículo sob suspeitas e agora está sendo checado.

De acordo com vários órgãos de imprensa, a tese de mestrado na Fundação Getúlio Vargas, do Rio de Janeiro, tem vários trechos plagiados sem as devidas aspas e os créditos dos autores. Em uma dissertação, também foram encontrados trechos copiados.

Outro erro grave foi o fato dele ter mencionado um doutorado na Universidade argentina de Rosário, o que foi prontamente negado pelo Reitor da instituição. Decotelli não chegou a entregar a tese de doutorado e não pode ostentar o título de doutor.

Hoje (29), mais uma “equívoco” foi descoberto no currículo dele. Um pós-doutorado na Universidade de Wuppertal, na Alemanha, na verdade, não passou de um curso de três meses insuficiente para a obtenção do título.

Ele retirou hoje as referências do doutorado e pós-doutorado do currículo entregue ao governo na quinta-feira (25).

Agora, a posse do professor Decotelli foi adiado por tempo indeterminado. O governo ainda não informou se ele vai ou não assumir o ministério da Educação.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *