Depois de quase dois anos, a Polícia Federal (PF) concluiu o inquérito sobre o incêndio que destruiu o Museu Nacional, no Rio de Janeiro.... Incêndio no Museu Nacional do RJ não foi criminoso, concluí PF

Depois de quase dois anos, a Polícia Federal (PF) concluiu o inquérito sobre o incêndio que destruiu o Museu Nacional, no Rio de Janeiro.

A PF absolveu a diretora do Museu e o reitor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e descartou que o incêndio foi criminoso.

Segundo a perícia, o incêndio começou em um dos aparelhos de ar-condicionado do auditório Roquette Pinto, que ficava no 1º andar.

A investigação apontou falha do Corpo de Bombeiros, que não terminou uma fiscalização em agosto de 2015. Um oficial foi punido administrativamente.

Um contrato para revitalizar e adequar o Museu dentro do Código de Segurança contra Incêndio e Pânico chegou a ser assinado com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social (BNDES), em junho de 2018. Os valores não chegaram ao Museu.

Dois meses depois, no dia 2 de setembro, aconteceu o incêndio. Mais de 20 milhões de itens foram destruídos pelo fogo.

Em 2018, o Museu fez 200 anos. O local foi residência do rei D. João VI e dos imperadores D.Pedro I e D. Pedro II.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.