Depois de seis meses, o monumento mais famoso da Índia, o Taj Mahal, foi reaberto nesta segunda-feira (21). Um dos patrimônios mundiais da Unesco... Índia reabre Taj Mahal: país é o 2º com mais casos e o 3º com mais mortes por Covid-19

Depois de seis meses, o monumento mais famoso da Índia, o Taj Mahal, foi reaberto nesta segunda-feira (21).

Um dos patrimônios mundiais da Unesco fica em Agra, a 180 km da capital Nova Déli.

Antes da pandemia, o mausoléu de mármore branco construído no século XVII recebia cerca de 7 milhões de visitantes por ano.

Agora, a média diária, que era de 20 mil turistas, foi limitada a 5 mil, que só podem visitar o Taj Mahal com agendamento e em dois horários diferentes.

Os visitantes precisam usar máscara, manter o distanciamento social e seguir protocolo sanitário rígido, que não permite o toque no mármore.

Além disso, foi colocado uma proteção no famoso banco em que os turistas sentam para tirar fotografias, para que ele possa ser desinfetado sem ser danificado.

Segundo país mais populoso do mundo, atrás apenas da China, a Índia relaxou nas medidas de quarentena a partir de junho.

O resultado da decisão do primeiro-ministro Narendra Modi, que quis estimular a economia, foi desastroso.

Hoje, a Índia é o segundo país com mais casos de Covid-19 e o terceiro com mais mortes.

Bem mais sucedida foi a estratégia da Nova Zelândia em conter uma segunda onda no país.

Nesta segunda-feira (21), a primeira-ministra Jacinda Arnden anunciou o afrouxamento das regras de quarentena na maioria das regiões da Nova Zelândia.

A maior cidade do país, Auckland, ainda vai manter algumas restrições.

Nas últimas 24h, a Nova Zelândia não registrou nenhuma morte ou caso de Covid-19.

Segundo a Universidade Johns Hopkins (EUA), o país teve 25 mortes e 1.815 casos da doença.

Outro país da Oceania, a Austrália, também está controlando a pandemia com sucesso.

A média móvel de casos dos últimos 7 dias, 248, é 40,2% menor do que a de 14 dias atrás.

O nível da curva é semelhante aos de meados de março, quando as estatísticas da doença eram muito baixas.

Desde o início da pandemia, a Austrália registrou 851 óbitos e 26.914 casos, a maioria de junho para cá.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.