A Casa Branca voltou a ser palco de assinaturas de acordos históricos entre israelenses e árabes. Nesta terça-feira (15), foi firmado os Acordos de... Israel assina tratado trilateral com Emirados Árabes e Bahrein: “um dia importante para o mundo”, disse Trump

A Casa Branca voltou a ser palco de assinaturas de acordos históricos entre israelenses e árabes.

Nesta terça-feira (15), foi firmado os Acordos de Abrão, uma referência ao patriarca das três maiores religiões monoteístas do mundo. Eles estabelecem relações diplomáticas de Israel com o Bahrein e os Emirados Árabes Unidos.

A cerimônia aconteceu 27 anos e dois dias depois do Acordo de Oslo, entre os líderes israelense, Itzhak Rabin, e palestino, Yasser Arafat, com intermediação do então presidente americano Bill Clinton; e 42 anos após o Acordo de Camp David, assinado pelo líder israelense Menahem Begin e o presidente do Egito, Anwar Al Sadat, com o ex-presidente dos EUA, Jimmy Carter, de anfitrião.

Desta vez o presidente americano, Donald Trump, recebeu o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, o chanceler dos Emirados Árabes, Sheik Abdullah bin Zayed al-Nahyan, e o chanceler de Bahrein, Abdullatif Al Zayani.

Cerca de 700 convidados assistiram a solenidade nos jardins da Casa Branca, em Washington.

Trump, que busca a reeleição em novembro, quis capitalizar o evento como um triunfo da política externa do governo.

“É um dia importante para o mundo”, declarou o candidato republicano.

Netanyahu, que é processado pela Justiça israelense por envolvimento em casos de corrupção, também está com a popularidade em baixa no momento em que voltou a apertar as regras de quarentena no país.

Em inglês, ele agradeceu a “liderança decisiva” de Trump e disse que o tratado é histórico para o mundo todo.

Assim como o presidente americano, ele não descartou a possibilidade de novos acordos com Estados árabes: “Isso era inimaginável há uns anos”, disse o eufórico Netanyahu.

Em árabe, o ministro das Relações Exteriores dos Emirados Árabes Unidos também agradeceu o presidente dos EUA e o premiê israelense, que suspendeu a anexação de territórios palestinos, decisão que acelerou o processo que desencadeou nos acordos.

O chanceler de Bahrein atribuiu a Trump a assinatura do tratado trilateral.

Os dois países do Golfo Pérsico são os primeiros Estados Árabes a estabelecer relações diplomáticas com Israel desde 1994, quando houve acordo com a Jordânia.

Antes, em 1979, outro grande rival israelense em várias guerras, o Egito tinha sido o primeiro Estado Árabe a fechar acordo com Jerusalém.

A decisão de Sadat causou o assassinato dele em uma parada militar em 1981.

As lideranças palestinas criticaram os acordos firmados hoje. O Hamas, que controla a Faixa de Gaza, acusou os Emirados Árabes e o Bahrein de terem dado uma “facada nas costas”.

Os países teriam quebrado um compromisso do mundo árabe, de só estabelecer relações diplomáticas com Israel depois que fosse selado um acordo de paz com os palestinos.

Outros países que também não são vizinhos de Israel, como Sudão, Omã e Marrocos, podem acompanhar o exemplo de Bahrein e dos Emirados.

Hoje, apenas a Síria e o Líbano estão tecnicamente em guerra com Israel.

A Autoridade Palestina convocou protestos contra os acordos assinados hoje na Casa Branca.

Em nota divulgada em Ramallah, o presidente palestino, Mahmoud Abbas alertou: “Não haverá paz, segurança ou estabilidade para ninguém na região sem o fim da ocupação e (sem) respeito pelos plenos direitos do povo palestino. As tentativas de iludir o povo palestino terão graves consequências, pelas quais os Estados Unidos e a ocupação israelense terão que assumir a responsabilidade”.

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: Trying to access array offset on value of type null in /home/wp_vihbaf/democracia.tv/wp-content/themes/goliath/theme/theme-functions.php on line 1103

Notice: Trying to access array offset on value of type null in /home/wp_vihbaf/democracia.tv/wp-content/themes/goliath/theme/theme-functions.php on line 1103