O Ministério Público Eleitoral de São Paulo (MPE-SP) vai apurar a denúncia sobre empresas suspeitas de vender serviços de envio em massa de mensagens... Justiça de SP vai investigar empresas que envio de mensagens eleitorais pelas redes sociais

O Ministério Público Eleitoral de São Paulo (MPE-SP) vai apurar a denúncia sobre empresas suspeitas de vender serviços de envio em massa de mensagens eleitorais por Whatsapp e extração de dados pessoais de usuários do Instagram e do Facebook para uso nas campanhas para as eleições deste ano.

Desde novembro do ano passado, estas práticas estão proibidas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e violam a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) em vigor há um mês.

O promotor Fábio Bechara, da 1ª Zona Eleitoral de São Paulo disse que, se for constatada a irregularidade, os partidos serão orientados a não contratarem esse tipo de serviço e que é “importante conscientizar a população para que denuncie”.

O Facebook e o Instagram já abriram processo extrajudicial contra uma das empresas por ferirem os termos de uso das redes sociais.

Empresas, partidos ou candidatos poderão ser punidos pela Justiça Eleitoral.

Os candidatos correm o risco de terem os registros cassados.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.