A Justiça Militar de São Paulo mandou soltar sete policiais militares (sargentos, cabos e soldados) acusados pelo sequestro e morte de David Nascimento de... Justiça Militar solta 7 PMs acusados por sequestro e morte de morador de favela de SP

A Justiça Militar de São Paulo mandou soltar sete policiais militares (sargentos, cabos e soldados) acusados pelo sequestro e morte de David Nascimento de Santos, de 23 anos, morador da favela do Areião, no Jaguaré, zona oeste da capital paulista.

O crime aconteceu no dia 24 de abril. O vendedor ambulante, que estava desarmado, foi sequestrado quando ia receber um lanche em uma viela da comunidade. Sem perceber que estavam sendo gravados por uma câmera, os policiais abordaram o rapaz e o colocaram no banco de trás de uma viatura do Batalhão de Ações Especiais Policiais (Baep).

Duas horas depois, o corpo de David apareceu morto na favela da Fazendinha, na vizinha cidade de Osasco. Os policiais alegaram que ele se envolveu num tiroteio.

O crime revoltou os moradores da favela do Areião que fizeram um protesto no dia seguinte.

A família do jovem foi ouvida pela Corregedoria da PM e pediu proteção porque estaria sofrendo ameaças.

Nesta terça-feira (14), em julgamento realizado por videoconferência, o Conselho Permanente de Justiça do Tribunal de Justiça Militar decidiu, por três votos a dois, libertar os PMs. Um já havia solto anteriormente a pedido do Ministério Público.

Os juízes também decidiram que o caso vai permanecer no âmbito da Justiça Militar. Se continuasse na Justiça Comum, os policiais poderiam ir a júri popular por homicídio e sequestro.

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.