O deputado federal e líder do Centrão, Arthur Lira (PP-AL) foi absolvido pelo juiz Carlos Henrique Pita Duarte, do Tribunal de Justiça de Alagoas... Líder do Centrão é absolvido de envolvimento em esquema de rachadinha em Alagoas

O deputado federal e líder do Centrão, Arthur Lira (PP-AL) foi absolvido pelo juiz Carlos Henrique Pita Duarte, do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL) nesta sexta-feira (4).

Lira, que é o candidato do Palácio do Planalto à sucessão de Rodrigo Maia (DEM-RJ) na presidência da Câmara, era acusado de chefiar um esquema de “rachadinha” entre 2001 e 2007, quando era deputado estadual na Assembleia Legislativa de Alagoas.

Segundo o jornal O Estado de São Paulo, ele teria desviado R$ 1,3 milhão e foi dos um dos alvos da Operação Taturama deflagrada em 2007 contra políticos do estado.

O juiz absolveu o parlamentar do crime de peculato (desvio de dinheiro público) e anulou todas as provas em que se baseou a denúncia, por entender que houve coleta de evidências em instância competente e “violação de direitos e inobservância de regras legais e constitucionais”.

A promotoria pedia a condenação dele por peculato, o pagamento de indenização por dano moral coletivo e ainda a proibição do exercício de função pública.

Sobre a coincidência da decisão do juiz alagoano ter saído no mesmo dia em que o STF começou o julgamento que pode impedir a reeleição de Maia, Lira disse que “são coisas do destino e que a alternância no poder no Congresso Nacional é necessária, mas nós amos esperar como virão os votos, as modulações”.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *