O ex-presidente Lula é o convidado desta quinta-feira (20) do TERTÚLIA, da TV DEMOCRACIA. O programa começa às 9h e será a primeira vez... Lula estreia na TV Democracia na próxima quinta (20) a partir das 9h

O ex-presidente Lula é o convidado desta quinta-feira (20) do TERTÚLIA, da TV DEMOCRACIA.

O programa começa às 9h e será a primeira vez que o ex-presidente vai ser entrevistado pela TV DEMOCRACIA.

Lula recebeu uma boa notícia neste domingo (16). A Polícia Federal (PF) de São Paulo descartou a delação do ex-ministro Antônio Palocci no trecho em que cita uma suposta propina dada pelo Banco BTG Pontual ao ex-presidente.

Segundo o delegado Marcelo Feres Daher, os fatos relatados por Palocci foram desmentidos por todas as testemunhas, declarantes e por outros colaboradores da Justiça.

Eles disseram que “aparentemente não teriam prejuízo algum em confirmarem a narrativa de Palocci caso entendessem ser verdadeira. Ademais, observa-se que as afirmações feitas por Palocci parecem todas terem sido encontradas em pesquisas na internet, porquanto baseadas em dados públicos, sem acréscimo de elementos de corrobação, a não ser notícias de jornais”, diz um trecho do relatório da PF.

A delação do ex-ministro foi fechada em 2018 e tem 34 anexos. Em um deles, Palocci declarou que o banqueiro André Esteves movimentou no BTG Pontual, em nome de terceiros, valores recebidos por Lula em crimes de caixa 2 e corrupção.

Em contrapartida, Lula repassava informações privilegiadas do governo sobre a mudança da taxa básica de juros, a Selic, que permitiu que Esteves tivesse lucro e que parte desse dinheiro fosse doado para a campanha do PT, em 2014.

Na época, a delação levou à abertura de um inquérito em São Paulo, que agora foi descartado pela PF por falta de provas.

Agora, cabe ao Ministério Público Federal (MPF) decidir se abre novas diligências, oferece denúncia à Justiça ou arquiva o inquérito.

Palocci, que chegou a ser cotado a suceder Lula na presidência, foi condenado a 18 anos de prisão. Com a delação, a pena foi reduzida para nove anos de cadeia.

O ex-ministro ficou preso por mais de dois anos, na sede da PF, em Curitiba. Há quase dois anos, cumpre prisão domiciliar.

No começo do mês, a 2ª turma do Supremo Tribunal Federal (STF) retirou a delação de Palocci em outra ação da Lava Jato contra Lula.

O ex-presidente tinha sido acusado de receber doações ilegais da Construtora Odebrecht, mas o que Palocci disse não poderá ser usado contra ele.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.