Num dos trechos do delirante discurso desta terça-feira (22) na Assembleia Geral das Nações Unidas, o presidente Jair Bolsonaro se vangloriou de um fato... Mentiras de Bolsonaro na ONU são desmentidas pelo BC: Brasil teve retirada recorde de dólares no 1º semestre

Num dos trechos do delirante discurso desta terça-feira (22) na Assembleia Geral das Nações Unidas, o presidente Jair Bolsonaro se vangloriou de um fato desmentido hoje (23) pelo Banco Central (BC).

No vídeo gravado, ele afirmou: “O Brasil foi, em 2019, o quarto maior destino de investimentos diretos em todo o mundo e no primeiro semestre de 2020, apesar da pandemia, verificamos um aumento de ingresso de investimentos em comparação com o mesmo período do ano passado. Isso comprova a confiança do mundo no nosso governo, disse o presidente”.

Mas, de acordo com o BC, no primeiro semestre, o que houve na verdade foi uma queda de 26,6% nos investimentos diretos (US$ 22,841 bilhões).

No mesmo período de 2019, o Brasil recebeu US$ 31.147 bilhões.

Foi o menor valor para um primeiro semestre desde 2009 (US$ 13,895 bilhões).

Entre janeiro e agosto de 2020, o total de investimentos estrangeiros diretos na economia brasileira foi de US$ 26,957 bilhões.

É uma queda de 41% na comparação com o mesmo período de 2019 (US$ 46 bilhões).

Foi a menor entrada de investimentos no país em 11 anos. Em 2009, o Brasil recebeu US$ 18,972 bilhões.

Outro número negativo é a saída de US$ 28,281 bilhões do país nos primeiros oito meses de 2020.

O valor não incluí o pagamento de dívida externa e é a maior saída de recursos estrangeiros em 26 anos.

Entre janeiro e agosto de 2019, o país recebeu US$ 7.509 bilhões em aplicações financeiras, mas, perdeu US$ 15,215 bilhões nos primeiros oito meses de 2020.

É a diferença de todas as entradas e saídas de dólares da economia, seja com aplicações financeiras ou relacionadas com a balança comercial (contratações de câmbio para exportações e importações).

É um recorde histórico em 38 anos de pesquisa do BC.

No mesmo período do ano passado, a perda foi de US$ 6,526 bilhões, e no ano todo, foram quase US$ 45 bilhões.

Entre as explicações dos analistas econômicas, estão as crises política e fiscal, o impacto da pandemia e um novo ingrediente que o governo Bolsonaro não tem dado a devida importância, como foi demonstrado no discurso na ONU: a preservação do meio ambiente.

Países e investidores estrangeiros estão condicionando a aplicação de recursos no Brasil com a queda nas queimadas e desmatamentos na Amazônia e nos outros biomas.

A questão da sustentabilidade é fundamental para o fechamento de um futuro acordo do Mercosul com a União Europeia, por exemplo.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: Trying to access array offset on value of type null in /home/wp_vihbaf/democracia.tv/wp-content/themes/goliath/theme/theme-functions.php on line 1103

Notice: Trying to access array offset on value of type null in /home/wp_vihbaf/democracia.tv/wp-content/themes/goliath/theme/theme-functions.php on line 1103