O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou a Polícia Federal (PF) a acessar aos dados do Facebook e do Instagram... Moraes autoriza a PF a acessar dados das investigações do Facebook sobre contas removidas

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou a Polícia Federal (PF) a acessar aos dados do Facebook e do Instagram sobre as investigações que resultaram na remoção de contas ligadas à família Bolsonaro e ao PSL.

A decisão já havia sido tomada na semana passada, mas veio a público só nesta quarta-feira (15).

O ministro é relator de dois inquéritos: um, sobre a organização e o financiamento de atos antidemocráticos e o outro, sobre as notícias falsas (fake news) contra os ministros do STF, parlamentares e ex-ministros, entre outros.

O Facebook, que também controla o Instagram, retirou 73 contas, 14 páginas e um grupo por disseminar notícias falsas, por usar perfis falsos e pelo “comportamento inautêntico” que violam as regras das duas redes sociais.

As investigações levaram a servidores dos gabinetes do presidente Jair Bolsonaro, dos filhos dele, o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) e o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e de dois deputados do PSL do Rio de Janeiro, Anderson Moraes e Alana Passos.

A defesa da família Bolsonaro pretende acionar o Facebook para recuperar as contas e as páginas removidas.

O Facebook disse que não vai se manifestar sobre a decisão do ministro Alexandre de Moraes

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.