O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, admitiu ter copiado um trecho de um texto de um advogado num artigo jurídico. Moro,... Moro admite plágio em artigo jurídico, mas joga culpa em coautora

O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, admitiu ter copiado um trecho de um texto de um advogado num artigo jurídico. Moro, um dos possíveis candidatos à sucessão do presidente Jair Bolsonaro, assinou o artigo com a advogada e aluna dele num curso de pós-graduaçao, mas não assumiu a autoria do plágio.

Ele jogou a culpa em Beathrys Ricci Emerich pela cópia de um texto do advogado Marcelo Augusto Rodrigues de Lemos sobre lavagem de dinheiro para o crime organizado através de pagamento de honorários a advogados. Ele foi publicado em novembro de 2019, para o Conjur, site especializado em assuntos jurídicos.

Lemos disse ao UOL, que ficou chocado ao encontrar por acaso, transcrições literais do artigo numa publicação do ex-ministro e da advogada na revista Relações Internacionais no Mundo Atual, da Centro Universitário Curitiba (UNICURITIBA), em abril de 2020.

Em nome dela e de Moro, Beathrys pediu desculpas ao advogado e disse que já corrigiu o erro e reescreveu o artigo. Lemos quer mais. Ele ainda está pensando em processar o ex-ministro e a colega, mas quer que Moro faça uma retratação formal pública.

Marcelo Augusto disse: “a gente fica triste. Gostaria de, no mínimo, uma retratação e reconhecimento porque dá trabalho escrever um artigo. É objeto de pesquisa, algo que eu venho estudando há anos.”

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.