Um dos comandantes do massacre de trabalhadores rurais em Eldorado de Carajás (PA), o coronel Mário Colares Pantoja morreu em um hospital particular de... Morre comandante da PM que ordenou o massacre de Eldorado do Carajás (PA)

Um dos comandantes do massacre de trabalhadores rurais em Eldorado de Carajás (PA), o coronel Mário Colares Pantoja morreu em um hospital particular de Belém nesta quarta-feira (11). A causa da morte não foi divulgada.

No massacre de 17 de abril de 1996, 19 trabalhadores sem terra foram assassinados por policiais militares do 4º Batalhão da PM, em Marabá, comandado por Pantoja.

O coronel e 155 PMs foram para Eldorado de Carajás liberar o tráfego na rodovia PA 150, no sul do Pará.

O local estava ocupado por cerca de 1,5 mil trabalhadores rurais ligados ao Movimento Sem Terra (MST), que lutavam por terras para a reforma agrária.

Os policiais lançaram bombas de gás lacrimogêneo e atiraram à queima-roupa nos manifestantes.

O caso ganhou repercussão internacional.

Em março de 2012, O coronel Pantoja foi condenado a 228 anos de prisão e o major José Maria Pereira Oliveira, a 158 anos de reclusão.

Pantoja ficou quatro anos detido em regime fechado, mas conseguiu autorização da justiça para cumprir a pena em casa por motivos de saúde. Ele era monitorado por tornozeleira eletrônica.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.