Uma ótima notícia para o mundo: a pólio foi erradicada na África. A Organização Mundial da Saúde (OMS) dirigida pela etíope (e africano) Tedros... OMS anuncia erradicação total da poliomielite na África: último caso no Brasil é de 1988

Uma ótima notícia para o mundo: a pólio foi erradicada na África.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) dirigida pela etíope (e africano) Tedros Adhanom, declarou oficialmente nesta terça-feira (25), que o continente africano está “isento do poliovírus selvagem” (PVS) causador da poliomielite ou paralisia infantil.

A OMS estima que mais de 1,8 milhão de crianças foram salvas desta doença nos últimos 30 anos.

Os últimos casos foram registrados no nordeste da Nigéria, região do conflito entre o governo e o grupo muçulmano Boko Haram.

A doença infecciosa e contagiosa afeta principalmente as crianças. No estágio mais avançado, quando ataca a medula espinhal, causa uma paralisia irreversível.

Até o desenvolvimento das vacinas Sabin e Salk, nos anos 1950, a pólio era endêmica em todo o planeta.

Como aconteceu na época e que agora a OMS teme repetição com uma futura vacina contra a Covid-19, os países ricos foram os primeiros a imunizar a população contra a doença.

Na América Latina, Ásia e África, a doença demorou muito mais tempo para ser controlada. No Brasil, por exemplo, o último caso foi registrado em 1988.

Neste mesmo ano, o mundo tinha 350 mil casos.

Em 1996, o número caiu para mais de 70 mil apenas na África.

A OMS, os governos e organização não governamentais como os Médicos sem Fronteira, com apoio de US$ 19 bilhões em 30 anos, realizaram amplas campanhas de vacinação que deram resultados positivos.

Hoje, apenas o Afeganistão (29) e o Paquistão (58) registram casos de paralisia infantil.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.