A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou que os governos devem dar prioridade para a reabertura das escolas, e não de bares de restaurantes,... OMS atualiza guia de protocolos de saúde para a retomada das aulas: fechamento de escolas é “última opção”

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou que os governos devem dar prioridade para a reabertura das escolas, e não de bares de restaurantes, e alertou de que terão de aprender a conviver com o vírus.

A agência reconhece que, em locais de intensa transmissão, a opção por fechar uma escola deve ser considerado, principalmente onde há mortes crescentes e um número elevado de hospitalização. Mas fechar escolas deve ser considerado apenas como “última opção”.

Por isso, a recomendação é de manter alunos e professores em pequenos grupos que não se misturam, escalonar o início das aulas, intervalos, banheiro, refeições e horários finais, entre outras medidas.

Pela primeira vez desde maio, a OMS atualizou os protocolos de saúde para a volta às aulas.

O correspondente da TV DEMOCRACIA na Suíça, Jamil Chade, teve acesso ao novo guia.

Na maioria dos casos, o uso de máscara é obrigatório assim como o distanciamento social de, no mínimo, 1 metro, dentro e fora das salas de aulas.

“Os benefícios da adesão ao distanciamento físico de pelo menos 1 metro dentro de uma sala de aula devem ser ponderados em relação aos ganhos sociais, emocionais, de desenvolvimento e de saúde mental decorrentes das interações entre as crianças”, diz o guia.

Mas, há exceções: em locais onde há apenas casos esporádicos da Covid-19, crianças com menos de 12 anos não devem ser obrigadas a manter distância física o tempo todo.

Se não houver casos de transmissão, crianças desta faixa etária não são obrigadas a manter o distanciamento social o tempo todo.

Para crianças com 12 anos ou mais, sempre que possível, devem manter pelo menos 1 metro de distância umas das outras.

Outra recomendação é limitar a mistura de aulas e de faixas etárias para atividades escolares e pós-escolares.

Os escalonamentos do horário do ensino médio, com turmas divididas por períodos, e dos intervalos também são sugeridos.

A OMS sugere aumentar o número de professores e se isto não for possível, recorrer a monitores voluntários para permitir que haja menos estudantes por sala de aula (em caso de disponibilidade de espaço).

O guia estabelece que as escolas garantam o controle de aglomerações durante os períodos de aulas ou de coleta; identifiquem claramente as entradas e saídas, com marcação direção para caminhadas; e limitem o acesso de pais e cuidadores aos ambientes escolares.

O uso de máscara não é obrigatório para crianças com menos de 5 anos.

A escola deve levar em consideração a capacidade da criança de mais de 5 anos, de cumprir com o uso apropriado de máscaras e a disponibilidade de supervisão apropriada de adultos.

Em hipótese alguma, deve ser negado o acesso das crianças à educação por causa do uso de máscaras ou da falta delas devido aos baixos recursos ou indisponibilidade.

O guia também menciona os cuidados com o descarte de máscaras usadas para reduzir o risco de contaminação; com a limpeza das instalações escolares, do transporte e higiene dos alunos; e com a ventilação dos ambiente fechados

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: Trying to access array offset on value of type null in /home/wp_vihbaf/democracia.tv/wp-content/themes/goliath/theme/theme-functions.php on line 1103

Notice: Trying to access array offset on value of type null in /home/wp_vihbaf/democracia.tv/wp-content/themes/goliath/theme/theme-functions.php on line 1103