Cerca de R$ 3,5 milhões em dinheiro em espécie foram apreendidos na manhã desta terça-feira (4), por agentes da Polícia Federal (PF), na casa... Operação da PF contra fraudes nos Correios apreende R$ 3,5 milhões em espécie no Rio

Cerca de R$ 3,5 milhões em dinheiro em espécie foram apreendidos na manhã desta terça-feira (4), por agentes da Polícia Federal (PF), na casa de um dos alvos da segunda fase da Operação Postal Off, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

A Operação iniciada em setembro do ano passado, em Santa Catarina, investiga fraudes nos Correios. Grandes cargas eram distribuídas sem faturamento ou subfaturadas.

Os alvos de hoje (4) foram um empresário que é dono de franquias dos Correios e de sete funcionários da estatal acusados de auxiliar nas postagens ilegais.

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão no Rio de Janeiro, em São Paulo e em duas cidades do litoral paulista, São Vicente e Praia Grande. Também foram expedidos mandados de afastamento dos funcionários dos Correios de suas funções.

Nas duas etapas da Operação, a PF contou com a colaboração da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT).

Na primeira fase, no dia 6 de setembro de 2019, foram cumpridos 12 mandados de prisão. Um dos presos foi o companheiro de chapa do então candidato à Presidência da República, José Serra (PSDB-SP), na eleição de 2010, o ex-deputado federal Índio da Costa. Ele ficou detido por seis dias e, hoje, não há denúncia formal contra o ex-político.

Segundo as investigações, a quadrilha subfaturava valores devidos à ECT e desviava para si grandes clientes no setor de postagem de cartas comerciais.

O esquema causou um prejuízo de R$ 94 milhões aos cofres públicos. Parte, R$ 55 milhões, foi recuperada com o bloqueio de bens dos criminosos. Entre eles, carros de luxo, imóveis, um iate, um avião, contas bancárias,

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.