O governo do Paraná e o embaixador da Rússia no Brasil assinam nesta quarta-feira (12), um convênio para fabricação da vacina russa contra Covid-19.... Paraná e Rússia assinam hoje convênio para produção de vacina contra coronavírus

O governo do Paraná e o embaixador da Rússia no Brasil assinam nesta quarta-feira (12), um convênio para fabricação da vacina russa contra Covid-19.

As pesquisas e a produção da Sputnik V, a primeira vacina do mundo contra a doença, ainda dependem de aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O presidente russo, Vladimir Putin, anunciou a novidade ontem em Moscou. A vacina não precisa de validação da Organização Mundial da Saúde, que alertou a necessidade do cumprimento de todos os protocolos exigidos para a aprovação deste tipo de medicamento.

A vacina russa deve começar hoje (12), a terceira e última fase de testes clínicos com humanos. Ela já foi encomendada por 20 países. Na Rússia, a produção começará no mês que vem, e as primeiras doses serão aplicadas na população, em outubro.

As médias móveis de mortes e casos de coronavírus no Brasil registraram quedas em relação aos números de 14 dias atrás. Mesmo assim, elas ainda são muito altas.

O número de mortes no país chegou a 103.118 (média móvel de mil por dia, queda de 4%) e já são 3.114.287 casos (média de 43.474, queda de 6%).

Os números do consórcio de veículos de mídia foram anunciados âs 8h desta quarta-feira (12).

Sete estados – Amazonas,Santa Catarina, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Amapá e Bahia, estão com os números da pandemia em alta.

No Distrito Federal e nos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Paraná, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Pará, Pernambuco e Piauí, a situação é de estabilidade.

Já no Ceará, Alagoas, Maranhão, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Acre, Rondônia, Sergipe, Paraíba e Roraima. os números estão em queda.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.