A Polícia Federal(PF) deflagrou uma operação Mercado de Armas em oito estados na manhã desta quarta-feira (29). A PF cumpre 25 de mandados de... PF deflagrou Operação contra tráfico internacional de armas em oito estados

A Polícia Federal(PF) deflagrou uma operação Mercado de Armas em oito estados na manhã desta quarta-feira (29).

A PF cumpre 25 de mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão, autorizados pela 13ª Vara Federal de Curitiba.

A Operação acontece nos estados do Paraná, Ceará, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Sergipe, Rio Grande do Sul e em Minas Gerais. Na cidade de Brumadinho (MG), deve ser cumprido o mandado de prisão.

Segundo as investigações, armas importadas ilegalmente do Paraguai eram distribuídas pelo país. Elas eram escondidas no meio de equipamentos eletrônicos como rádios, panelas elétricas e climatizadores, que eram transportadas pelos Correios e transportadoras particulares.

Entre as armas, estavam peças de pistolas airsoft que eram adaptadas e transformadas em submetralhadoras reais.

As armas eram vendidas pela internet sem o fornecimento de notas fiscais.

Os alvos da Operação poderão responder por tráfico internacional de armas de fogo e acessórios, associação criminosa, falsidade ideológica, uso de documento falso e lavagem de dinheiro.

De acordo com a polícia, a operação foi deflagrada após armas serem apreendidas escondidas em meio a equipamentos eletrônicos, como rádios, panelas elétricas e climatizadores, que eram transportados pelos Correios e transportadoras privadas.

As investigações apontam que as armas entravam no Brasil com a ajuda de atravessadores paraguaios.

(foto Beno Suckeveris)

Segundo a PF, além das armas, os suspeitos importavam peças de pistolas airsoft que eram adaptadas e transformadas em submetralhadoras reais. Este tipo de armamento foi utilizado na execução da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, no Rio de Janeiro.

A importação destes equipamentos acontecia também sem os certificados necessários, e eles eram vendidos por plataformas virtuais sem o fornecimento de notas fiscais.

Os alvos dos mandados são investigados por tráfico internacional de armas de fogo e acessórios, associação criminosa, falsidade ideológica, uso de documento falso e lavagem de dinheiro

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.