O Ministério Público de Roma notificou o primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte, e seis ministros nesta quinta-feira (13) por crimes cometidos durante a pandemia... Primeiro-ministro da Itália é denunciado por supostos crimes cometidos durante a pandemia

O Ministério Público de Roma notificou o primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte, e seis ministros nesta quinta-feira (13) por crimes cometidos durante a pandemia do coronavírus.

O caso foi remetido ao Tribunal de Ministros, já que Conte e os ministros têm foro privilegiado e o próprio MP pediu o arquivamento.

As denúncias foram apresentadas por cidadãos de várias partes do país. Eles acusam o governo de crimes de epidemia, homicídio culposo, abuso de poder, atentado contra a Constituição, atentado contra os direitos políticos do cidadão e delitos culposos contra a saúde pública.

Em junho, Conte depôs no MP de Bérgamo como “testemunha sobre os fatos” em processos que apuram os motivos da demora na implantação de lockdown na província da Lombardia, em fevereiro, quando surgiram os primeiros casos de coronavírus no país.

Depois da China, a Itália foi epicentro mundial da doença. De acordo com a Universidade Johns Hopkins (EUA), hoje (13) o país registra 251.713 casos e 35.225 mortes.

Ontem (12), o governo italiano determinou que pessoas vindas da Espanha, Grécia, Croácia e Malta passem por testes de Covid-19. Além disso, colombianos não podem entrar no país. O Brasil faz parte desta lista desde 9 de julho.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.