Um dos sinais de recuperação da economia brasileira no terceiro trimestre do ano é o crescimento da produção industrial. Segundo pesquisa do Instituto Brasileiro... Produção industrial sobe em agosto, mas ainda não se recuperou totalmente dos efeitos da pandemia

Um dos sinais de recuperação da economia brasileira no terceiro trimestre do ano é o crescimento da produção industrial.

Segundo pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgada nesta sexta-feira (2), ela teve alta de 3,2% em agosto na comparação com julho.

Foi o quarto mês seguido com número positivo , mas o setor ainda não eliminou totalmente a perda de 27% entre março e abril, quando sofreu grande impacto da pandemia do coronavírus e registrou o patamar mais baixo da série histórica do IBGE.

A produção industrial de agosto é 2,6% menor do que o nível de fevereiro, mês pré-pandemia.

Na comparação com agosto de 2019, a queda foi de 2,7%, décimo resultado negativo seguido nessa relação.

No ano, a indústria perdeu 8,6% e em 12 meses, a retração foi de 5,7%.

Segundo o gerente da pesquisa, André Macedo, “o resultado desse mês se dá numa magnitude abaixo do que a gente vinha observando nos últimos meses. É até natural que o crescimento se dê em magnitude menos elevada que nos meses anteriores, uma vez que deixamos para trás uma base de comparação muito depreciada”, numa referência à queda histórica de março e abril.

Em agosto, 16 dos 26 ramos pesquisados registram aumento da produção.

Destaque para o setor de veículos automotores, reboques e carrocerias, que avançou 19,2%,

Apesar do resultado positivo, o segmento está 22,4% abaixo do patamar de fevereiro.

No acumulado do ano na comparação com o mesmo período do ano passado, quando a crise não era agravada pela pandemia, todas as grandes categorias industriais e 20 dos 26 ramos acumulam perdas.

São 71,8% dos 805 produtos pesquisados com números negativos.

Apenas seis dos 26 segmentos do levantamento do IBGE registraram aumento da produção no acumulado do ano.

O maior crescimento foi o de produtos alimentícios (5,0%).

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.