As duas cidades brasileiras com mais mortes e casos confirmados de coronavírus, São Paulo e Rio de Janeiro, avançam na flexibilização das regras de... Rio reabre comércio de rua e SP vai liberar clubes particulares na 2ª

As duas cidades brasileiras com mais mortes e casos confirmados de coronavírus, São Paulo e Rio de Janeiro, avançam na flexibilização das regras de quarentena.

O prefeito do Rio, Marcelo Crivella (Repúblicanos-RJ) antecipou a reabertura do comércio de rua e de salões de beleza, prevista para o dia 2 julho para hoje (27). A justificativa foi a queda nas “curvas” relacionadas ao coronavirus.

Crivella explicou que, no “dia 25 de junho, na cidade do Rio, nós tivemos 164 sepultamentos. No mesmo dia, no ano passado, tivemos 200. Ontem, 36 sepultamentos a menos do que no dia 25 de junho de 2019, o que mostra realmente que as curvas estão caindo.”

Neste sábado, as principais ruas de comércio popular ficaram movimentadas. Teve filas nas portas de lojas. O comércio de rua ficou fechado por mais de 100 dias.

Os comerciantes devem seguir os protocolos de saúde, como entregar álcool em gel aos clientes e evitar aglomerações dentro dos estabelecimentos. Equipes da Vigilância Sanitária foram às ruas para ver se as regras estão sendo cumpridas de fato.

Ainda não foi desta vez que a prefeitura de São Paulo liberou os espaços públicos como o Parque Ibirapuera (foto à direita) para a população.

Mas, os clubes sociais poderão ser reabertos na próxima segunda-feira (29). A assinatura de “protocolo de retomada consciente” foi na manhã deste sábado (27), entre a prefeitura e representantes do setor.

Os clubes só poderão liberar as áreas comuns e ao livre para os sócios, que deverão seguir as regras de distanciamento social. Piscinas, parquinhos para crianças, restaurantes, bares e ginásios cobertos continuarão proibidos.

O Centro de Treinamento Paralímpico e empresas de serviços de tecnologia da informação (TI) retornarão às atividades na próxima semana.

No principal local de treinamento de atletas paralímpicos do país, a abertura será limitada aos medalhistas que morem em São Paulo e sejam do tênis de mesa, atletismo e natação seguindo protocolos rígidos de saúde.

Apesar de autorizada pelo governo do estado, a prefeitura adiou a reabertura de bares, restaurantes e salões de beleza para o dia 6 de julho. Somente quando a cidade estiver numa fase mais segura em relação ao combate ao coronavírus, é que espaços públicos como parques, estádios, museus e cinemas serão reabertos ao público.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.