Ronaldinho Gaúcho e o irmão Roberto de Assis Moreira já podem deixar o Paraguai, onde ficaram presos por 171 dias. Em março, eles foram... Ronaldinho Gaúcho e o irmão Assis são soltos após 171 dias presos no Paraguai

Ronaldinho Gaúcho e o irmão Roberto de Assis Moreira já podem deixar o Paraguai, onde ficaram presos por 171 dias.

Em março, eles foram detidos com passaportes adulterados. A prisão num presídio foi convertida em domiciliar desde o dia 7 de abril, quando pagaram fiança de US$ 1,6 milhão.

A pena era cumprida num resort da capital Assunção e os dois estavam proibidos de sair do país.

O juiz Gustavo Amarilla mandou soltar os irmãos depois de aceitar o acordo proposto pelo Ministério Público do país e aceito pela defesa dos brasileiros.

A Justiça paraguaia concluiu que não há provas de envolvimento dos dois em lavagem de dinheiro e produção de documentos falsos.

Pelo acordo, Ronaldinho Gaúcho vai precisar pagar uma multa de mais de R$ 500 mil e Assis recebeu uma multa maior, de mais de R$ 614 mil.

A defesa conseguiu que as multas fossem abatidas do que foi pago como fiança e a diferença devolvida aos irmãos.

Eles precisarão comparecer ao consulado paraguaio, no Rio de Janeiro a cada três meses.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *