A Covid-19 matou 1.778.064 pessoas e contagiou outras 81.451.630 em todo o mundo. Os dados da Universidade Johns Hopkins (EUA) foram divulgados ao meio-dia...

A Covid-19 matou 1.778.064 pessoas e contagiou outras 81.451.630 em todo o mundo.

Os dados da Universidade Johns Hopkins (EUA) foram divulgados ao meio-dia desta terça-feira (29).

Ontem (28), o departamento de estatísticas da Rússia, Rosstat, reviu o número de mortes causadas pelo coronavírus no país.

São 186 mil óbitos, mais do que o triplo que era divulgado até então.

Com isso, a Rússia só fica atrás dos EUA (335.051) e do Brasil (191.641) e supera a Índia (148.153), México (122.855), Itália (72.370), Reino Unido (71.217) e a França (63.235).

A revisão contradiz o discurso do presidente Vladimir Putin, que se gabava de ter controlado a pandemia do coronavírus de forma mais efetiva que os países ocidentais.

A vacina russa Sputnik V começou a ser aplicada na Alemanha e na Argentina nesta terça-feira (29).

A Argentina (foto), que registrou 42.868 mortes e 1.590.513 casos de coronavírus, é o primeiro país latino-americano a utilizar a vacina russa na campanha de imunização.

Ela foi aprovada para uso emergencial na semana passada.

Na primeira fase, 300 mil doses da Sputnik V serão aplicadas em profissionais da saúde.

A campanha começou às 9h (horário local) em todo o país.

Ela conta com 116 mil enfermeiros e 10 mil voluntários que vão trabalhar em 7.749 postos de vacinação.

Na América Latina, apenas a Argentina, o Chile, a Costa Rica e o México já estão imunizando suas populações contra a Covid-19.

Segundo a agência americana Bloomberg, mais de 4,6 milhões de pessoas foram vacinadas em todo o mundo.

Os EUA já imunizaram mais de 2 milhões de habitantes e a China passou da casa do milhão.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *