A desembargadora do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), Rosa Helena Macedo Guita, determinou que as investigações sobre o ex-prefeito da capital... Sem foro privilegiado, processo contra Crivella passará para a Justiça Comum do Rio

A desembargadora do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), Rosa Helena Macedo Guita, determinou que as investigações sobre o ex-prefeito da capital fluminense, Marcelo Crivella (Republicanos-RJ) fiquem a cargo da Justiça Comum.

Crivella, que está em prisão domiciliar e usando tornozeleira eletrônica desde o final do mês passado, perdeu o foro privilegiado e poderá se tornar réu no caso conhecido como QG da Propina, o esquema de lavagem de dinheiro montado dentro da prefeitura do Rio.

Os autos que estão no 1º Grupo de Câmaras Criminais do TJ-RJ deverão ser repassados para a 1ª VAra Criminal Especializada de Combate ao Crime Organizado nesta quarta-feira (6).

A decisão da magistrada deverá acelerar ou arquivar o processo movido pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) contra o ex-prefeito e outros envolvidos no caso.

Se ele for aceito pela Justiça, Crivella e os demais acusados se tornarão réus.

Dados do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) revelaram movimentações suspeitas. Só a Igreja Universal, da qual Crivella é bispo licenciado, teria recebido quase R$ 6 bilhões entre maio de 2018 e abril de 2019.

O dinheiro vinha do QG da Propina operado pelo empresário e amigo do ex-prefeito, Rafael Alves, dentro da prefeitura carioca.

Mediante suborno, ele determinava a assinatura de contratos entre empresas e a administração municipal, além decidir quais delas poderiam receber primeiro o pagamento de dívidas da prefeitura.

O esquema foi denunciado pelo doleiro Sérgio Mizrahy, preso na Operação Câmbio Desligo, desdobramento da Lava Jato no Rio.

Rafael Alves está preso na penitenciária de Benfica, na Zona Norte do Rio.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.