O Senado vota nesta quinta-feira (3) a medida provisória (MP) que destinou R$ 1,99 bilhão para a compra e fabricação de 100 milhões de... Senado vota hoje MP que destina R$ 1,99 bilhão para compra e produção da vacina Oxford

O Senado vota nesta quinta-feira (3) a medida provisória (MP) que destinou R$ 1,99 bilhão para a compra e fabricação de 100 milhões de doses da vacina contra Covid-19 desenvolvida pela Universidade Oxford (Reino Unido) e pela multinacional anglo-sueca AstraZeneca.

Os recursos foram divididos da seguinte maneira:

R$ 1,3 bilhão serão pagos à AstraZeneca.

R$ 522.1 milhões serão usados para a produção da vacina na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que ainda deverá receber R$ 95,6 milhões para transferência de tecnologia.

Nesta quarta-feira (2), em votação simbólica, a MP foi aprovada pela Câmara.

Ela foi publicada no Diário Oficial da União em agosto, quando o dinheiro foi liberado, mas, precisa ser votada ainda hoje, senão perderá validade.

Cerca de R$ 400 milhões ainda precisam ser destinados, disse a relatora, a deputada Mariana Carvalho (PSDB-RO).

Ela rejeitou duas emendas propostas por parlamentares paulistas que reivindicavam parte dos recursos federais para o Instituto Butantan de São Paulo, parceiro da chinesa Sinovac na fabricação da Coronavac, pivô de uma briga política entre o presidente Jair Bolsonaro e o governador João Doria (PSDB-SP).

Mariana afirmou que a população “não quer saber se é vacina A, B ou C” e, sim, de uma vacina eficaz e segura.Não temos que entrar em brigas políticas e sim a nossa briga nesse momento é por salvar vidas e fazer com que cada vez mais esse vírus seja uma história do passado e não do presente”.

Na madrugada desta quinta-feira (3), o Butantan recebeu 600 litros de insumos importados da China.

A chegada do material no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, foi acompanhada pelo governador, pelo secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, e do diretor do Instituto, Dimas Covas.

“Viemos receber aqui mais um lote da vacina CoronaVac, da vacina do Butantan, a vacina que vai salvar a vida de milhões brasileiros. Hoje recebemos insumos para 1 milhão de doses da vacina. Somados aos 20 mil que já recebemos, agora temos 1 milhão e 120 mil doses da vacina”, celebrou Doria.

Até o final do mês, o Butantan deverá receber mais 6 milhões de doses da vacina e até meados de janeiro, mais 40 milhões de doses.

(foto Beno Suckeveris)


Ainda segundo o governador, até o início do próximo ano, o governo deve receber as mais de 46 milhões de doses previstas.

O Instituto Butantan já está com 120 mil doses prontas da Coronavac que foram entregues no dia 19 de novembro.

A vacina, que está na última fase de testes, precisa ser aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para ser aplicada em campanhas de imunização.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *