O Supremo Tribunal Federal (STF) marcou a posse do novo ministro Kassio Nunes Marques para o dia 5 de novembro e a cerimônia será... Senador emprega mulher do novo ministro do STF, mas não sabe o que ela faz no gabinete

O Supremo Tribunal Federal (STF) marcou a posse do novo ministro Kassio Nunes Marques para o dia 5 de novembro e a cerimônia será virtual.

Em votação secreta no Senado, o indicado pelo presidente Jair Bolsonaro teve o nome aprovado para a vaga de Celso de Mello, que se aposentou na semana passada.

Nesta quinta-feira (22), o jornal O Estado de São Paulo publicou uma reportagem sobre a mulher de Kassio.

A economista Maria do Socorro Mendonça de Carvalho Marques é funcionária do gabinete do senador Elmano Férrer de Almeida (Progressistas-PI), do mesmo estado de Kassio, o Piauí, com salário de R$ 11,4 mil por mês.

Ele disse que não sabe quais as funções que ela exerce: “Tenho mais de 30 (funcionários) lá. Não sei o que. Ela é economista, trabalha lá. Vocês (jornalistas) estão querendo especular umas coisas. Eu não trato dessas questões administrativas de servidores, de o que fazem”.

Almeida é aliado do presidente e está no Progressistas desde o mês passado.

Quando era do Podemos, perdeu o direito de manter cargos na 2ª vice-presidência do Senado, mas ganhou espaço na 4ª secretaria.

Com isso abriu vaga para a mulher de Kassio, que começou a trabalhar como assistente parlamentar júnior no gabinete dele, no ano passado. Agora, ela foi chamada de volta.

“Foi o ajuste feito com Ciro Nogueira (senador e presidente do Progressistas, um dos líderes do Centrão). As pessoas que foram liberadas pelo Podemos foram para o partido que estou agora, o Progressistas. E ela foi uma delas”, explicou o senador.

Ciro Nogueira foi um dos parlamentares que apoiou a indicação do desembargador para o STF.

O senador Férrer, de 78 anos, está com todo o gabinete em trabalho remoto desde março por causa da pandemia. Ele próprio tem evitado viajar para Brasília.

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) questionou Kassio Marques sobre o trabalho da mulher dele durante a sabatina de ontem.

O magistrado gaguejou na resposta: “Agora, o trabalho que ela desempenha, eu sabia, não sei lhe dizer… É alteração de gabinete toda hora. Mas o que eu sabia que fazia é exatamente? Essas respostas… Porque é vindo de lideranças, de questionamentos ao gabinete. Eu não sei se é o que ela desempenha, absolutamente”.

Ele também não respondeu se indicou Maria do Socorro para trabalhar no gabinete do senador conterrâneo.

Elmano não disse como a mulher de Kassio lhe foi apresentada e passou o assunto para o chefe de gabinete, Solon Braga.

Ele confirmou que ela é economista e informou que ela tem a tarefa de “acompanhar projetos” de interesse do mandato e que dava expediente no gabinete.

Na sabatina, o novo ministro do STF sugeriu que a mulher dele foi admitida porque políticos de estados pequenos têm dificuldade para atrair mão de obra à Brasília por causa do alto custo de vida na capital federal.

No país do salário mínimo de R$ 1.045,00, Marques disse que um salário de R$ 10 mil é pouco para a vida em Brasília e comparou com o custo de vida do Piauí, um dos estados mais pobres do Brasil.

“É muito difícil para um parlamentar importar toda força de trabalho do seu estado. O custo de vida em Brasília é muito alto. No Piauí, com uma remuneração de R$ 10 mil é possível que se viva com muita dignidade sem faltar nada para filhos, em escolas particulares. Em Brasília, pagando aluguel e colocando dois filhos na escola, não sobra absolutamente nada”.

Kassio veio para Brasília em 2001, quando foi nomeado pela então presidente Dilma Rousseff para ocupar uma vaga no Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1).

Maria do Socorro trabalha no Senado desde 2012.

Ela foi auxiliar de dois ex-senadores do Piauí, o hoje governador Wellington Dias (PT-PI) e a mulher dele, Regina Sousa (PT-PI).

Segundo ex-colegas de gabinetes, a mulher de Kassio desempenhou tarefas como a de “cuidar de correspondências e ofícios” e “preparar minutas de projetos”.

A reportagem tentou contato telefônico com Maria do Socorro, mas ela desligou assim que os repórteres se identificaram.

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: Trying to access array offset on value of type null in /home/wp_vihbaf/democracia.tv/wp-content/themes/goliath/theme/theme-functions.php on line 1103

Notice: Trying to access array offset on value of type null in /home/wp_vihbaf/democracia.tv/wp-content/themes/goliath/theme/theme-functions.php on line 1103